Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM GRANDE ENGANO (Final)

Uma hora depois Vladimir e Edna chegavam em casa juntos depois de uma passada na delegacia. Guto pegara um táxi e sumira logo depois de feita a ocorrência e a liberação. Gabi, ao ver a expressão dos pais, desligou a TV e se trancou no quarto. Eles que se entendessem.
Desconcertada, parada no meio da sala, Edna cruzou os braços e encarou o marido. A raiva já havia passado. A vontade de matá-lo também. Veio a sua mente o tal do Guto. Um cara bonito, bem torneado. Edna sabia que estava um pouco fora de forma, o cabelo precisando de uma pintura. Mas nunca imaginou ser trocada por um homem. Nem sabia o que era pior. Mas pelo menos não era com a Soraia.
– O que você vai fazer agora? – perguntou ela, desenxabida. – Vai fazer suas trouxas e ir morar com ele?
– Ele é só um casinho, Edna – Vladimir tentou se justificar. – Sabe, não significa muito pra mim.
– “É” só um casinho. Presente do indicativo. Não “era” um casinho.
– Bem, isto faz diferença? – Vladimir não sabia onde pôr as mãos. – Fomos pegos no flagra, né? Eu sei que você vai me tocar pra fora de casa de qualquer jeito.
– Eu posso perdoar você, sabe? Mesmo com todo este vexame que passamos.
De repente a porta do quarto de Gabi se abriu e a garota saltou lá de dentro com o celular em punho.
– Isto aqui é sério?
No visor do celular um vídeo mostrava todo o barraco na frente do motel. Edna pegou o celular das mãos da filha e apagou a mensagem e devolveu o aparelho.
– Isto é proibido para menores de idade. Ignore.
– Pai, você é gay?
– Escuta aqui, Gabriela... – começou Vladimir.
– Olha aqui, Gabi, seu pai tem um namoradinho sim, entendeu? Assim são as relações hoje. Mais... liberais.
– Bom, sendo assim… – retrucou Gabi – quer dizer que eu posso apresentar a Nanda para vocês?
– Quem é Nanda? – Edna e Vladimir perguntaram ao mesmo tempo.
– Uma amiga. A gente vem se pegando faz um tempo. Tudo bem?
– Gabi, olha só – Edna fechou os olhos tentando entender tudo o que passava na sua vida.
– Valeu, mãe, pai! Amanhã eu trago ela aqui!
Gabi deu um beijo rápido nos pais e voltou para o quarto. Edna olhou o marido, conformada:
– Se você quiser trazer o Guto para eu conhecer também...

Patrícia da Fonseca
Enviado por Patrícia da Fonseca em 22/07/2018
Código do texto: T6396766
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Patrícia da Fonseca
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 49 anos
646 textos (48667 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 11:39)
Patrícia da Fonseca