Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Contato

Preferi classificar isso como um conto do cotidiano, pois se eu dissesse que era uma crônica ficaria implicito que de fato ocorreu essa breve história, mas prefiro ausentar essa circunstância. Se aconteceu ou não, independe da minha vontade de escrever algo .

Enfim foi naquela simples tarde, após a aula , rumo à aula de história da arte.O combinado foi de almoçarem juntos, conversarem sobre os estudos e qualquer outra futilidade que a vida moderna da paulicéia desvairada levasse os dois a discutir sobre.
O almoço correu como sempre, os dois falando suas singularidades e suas mais variadas semelhanças, rindo , brincando ou qualquer outra forma de afeto amigo, como qualquer garoto brincaria com uma garota independente de um sentimento maior.Ao compararem suas mãos e um segurar fortemente a do outro, olhares inéditos surgiram...
A aula começava e seguia. As brincadeiras não paravam, o contato, muito menos, ele cochilava  no ombro dela , e ela em sua cabeça , mas a necessidade do contato era imprescindível, seja ele braço com braço, mão com mão, ou qualquer outra parte do seus corpos.
Um toque gerou um certo desespero, pois nenhum dos dois sabia  se realmente o sentimento era recíproco, pelo menos na turbulência dos pensamentos dele.
A aula se findava, a incógnita permanecia em suas mentes jovens e confusas, mas o carinho não diminuía não mesmo..
João Miguel Alves de Moura e Silva
Enviado por João Miguel Alves de Moura e Silva em 05/10/2007
Código do texto: T682166

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Nome e link). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Miguel Alves de Moura e Silva
São Paulo - São Paulo - Brasil, 28 anos
2 textos (136 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 02:14)
João Miguel Alves de Moura e Silva