Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VISÃO INÓCUA DE UM SEQUESTRO

VISÃO INÓCUA DE UM SEQUESTRO
Chegara a passos lentos, avistara mais uma vez a fotografia contida na carteira. Ouvia o slêncio de seus passos, sentindo o fulgor de sua face e o inexorável aveludado de seus olhos. Quando estava com ela, chegava a flutuar, tudo era inexplicavelmente extraordinário e bom. Inédita foi a vez que riram  ao tombar juntos na poça d'água, seu rosto radiante, pelos olhos dela, lhe diziam tudo...Tudo!, Que num momento único passa pela sua mente, num fabuloso e breve instante tudo estivera perdido.
Só podia ver seu corpo sobre o corpo dela a acalentar e proteger, ante a sutil ameaça de perdê-la para todo o sempre. Sua vida seria desconhecida então, ou outra, de outra que foi roubada. Tiraram-lhe todos aqueles instantes eternos ao qual seria indispensável para viver.
Presenciou seu choro, lágrimas a correrem-lhe aos lábios, a revelar-se tõ salgadas quanto amargas; ao paladar que sentira mais de uma vez e menos que o suficiente a doce face de sua filha!
Elipse
Elipse
Enviado por Elipse em 01/11/2007
Código do texto: T719571

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elipse
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 37 anos
3 textos (211 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 11:14)