Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

o jovem sabio

Havia a muito tempo atraz, em uma distante regiao da Termenia
uma aldeia de camponeses, nela residia um velho de nome Joah: este veio a se casar com uma joven de nome Heloha: esta teve um filho, que sempre demostrou uma certa sabedoria , desde pequeno. Seu nome era Josf .
Quando ele atingiu a fase adulta , pediu ao pai , que ainda vivia, sua benção para correr o mundo.
 O pai com certo temor o abençõou , e recomendando cautela pelos caminhos a percorrer , acrescentou: vai meu filho se este é o desejo de seu coracão, mas não se apresse emsuas decisões, pois encontraras muitas armadilhas  em teus caminhos , haja sabiamente, como até então .
  Josf colocou um pequeno fardo aos ombros, e partiu.
 Na primeira noite longe da aldeia, ele ficou a pensar , como tudo estava sendo interessante : enquanto se aquecia ao calor de uma
fogueira, escutava o som dos animais da noite.
Uma velha coruja piou bem perto: aos poucos foi se aproximando, até que pousou em um galho próximo.
O crepitar da fogueira criava um clima de mistério,alguns sons novos chamaram a atenção, um ruido que provinha do fundo da floresta, e aumentava aos poucos.  Lembrando se das recomendações de seu pai , apagou a fogueira , e se pos oculto encima de uma grande pedra. Poucos minutos depois passou por ali, um bando de salteadores, que falavam e gesticulavam ameaçadoramente. Procuravam por quem estivera ali antes.
como o fogo estava apagado e a terra nao deixara rastros, resmungavam  um contra o outro .
Como ele pudera escapar , diziam .
 Buscaram proximo a extinta fogueira, por sinais que indicassem
por onde a presa havia escapado.
Mas nada encontraram ,pois o inteligente jovem, andara somente  sobre as pedras .
Aguardou o jovem até que eles se fossem , desceu da pedra, onde estivera oculto e marcando mentalmente a direção que tomaram, foi na direção oposta, em pouco tempo, chegou a uma planície, onde se erguia uma bela cidade.
Ao chegar diante dos portões da cidade , pode admirar sua imponencia, seus altos edificios se sobresaiam por sobre a muralha que contornava toda a cidade.
Devido a educacão que demostrou diante dos sentinelas nos portões da cidade, não teve dificuldades em entrar nela.
Entrou pelos portais dourados da cidade de kahala , curioso com o que via ; o povo era educado e não tinha aversão a extrangeiros, de modo que foi bem recebido em todos os lugares por onde andou.
Chegou , finalmente a grande praça da cidade: Ali estava reunida uma grande multidão . Um arauto, proclamava em altos brados, uma comunicação real.
O jovem apurou os ouvidos para não perder nenhum detalhe.
A filha do monarca, estava para casar, era um desejo de seu pai. Porém o noivo deveria passar por provas para tanto.
Devido a alta cultura daquele povo, eles não tinham preconceitos quanto a classe social, etnias ou procedencia ,valorizavam acima de tudo o caráter .
Uma extensa lista de pretendentes foi se apresentando.
Mas a medida que iam se fazendo as provas , muitos iam sendo
eliminados , de sorte que logo poucos, sobraram .
O monarca para parecer mais justo, fez um ultimo desejo: que todos tivessem sua chance . Todos os solteiros claro.
Assim o jovem teve sua chance de tambem tentar a sorte.
As provas eram testes de carater e simulações de situações da vida real, decisões em tempo de guerra entre outras.
O jovem sabio ,não teve dificuldade em solucionar intrincados
problemas apresentados, e usando a conciência como guia, foi passando nas provas.
A ultima prova, era diante da bela filha do monarca.
Era uma dificil prova pois era a do coração.
Somente um rival, chegou junto com ele ao fim.
Ambos eram integros em carater, porém a prova do coracão, revelou somente um vencedor.
Ao ver a beleza arrebatadora da filha do monarca, ambos os rivais, ficaram pasmos.
 A princesa, observou a ambos, achando certa sinpatia com o jovem;  Josf não se intimidou, e fez uma reverência a ela, se curvando levemente.
Seu rival se apressou a imitá-lo , fazendo com certa elegancia, mas  sem a sinceridade no coração.
 A princesa que era muito observadora,notou que no intimo deles, havia uma grande diferença.Suas intensões divergiam.
Resolveu fazer um teste secreto, com um gesto chamou um pagem, e com um outro gesto ordenou que ele  buscasse algo .
Instantes depois o pagem voltou com duas bolsas, ricamente adornadas, de um tecido vermelho. Depositou as bolsas a frente da princesa e ficou atenta.
O jovem sabio, pensou consigo, uma nova prova esta diante de mim , devo escolher sabiamente.
Preferiu não se mover, estava encantado com a princesa , de forma , que o que contivesse as bolsas , não seria tão importante quanto a bela jovem a sua frente.
Porém o rival, era ambicioso , no fundo de seu coração.
Não resistiu a tentacão, e abriu as bolsas.
Haviam dentro delas , inumeras moedas de ouro.
A princesa, se deu por satisfeita, e estendeu a mão para  o jovem sabio, falou:
Ja escolhi o meu esposo, ele não se deixou tentar pela cobiça.
E quanto ao outro ,ela falou:
Retire-se com o que tem a mão, e não voltes mais aqui.
 Dias depois se realizou o casamento de Josf com a bela Hirminia ; acabou por assumir um elevado cargo de confiança, e mais tarde com a morte do monarca, se tornou o governante daquela cidade, sempre respeitado e querido por seu povo , que sempre o considerou  um jovem sabio.
sharde
Enviado por sharde em 10/07/2007
Código do texto: T559724


Comentários

Sobre o autor
sharde
Balneário Camboriú - Santa Catarina - Brasil
13 textos (750 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/05/21 17:29)