Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VERIDIANA

Deitar. Fechar os olhos. Respirar pausadamente. Cochilar. Dormir.
Entrar na sala. Ver Veridiana. Aproximar-se de Veridiana. Beijar a boca de Veridiana. Passar as mãos nas costas de Veridiana. Despir Veridiana. Jogar Veridiana na relva. Olhar como que em adoração o corpo de Veridiana. Beijar os bicos dos seios de Veridiana. Enfiar a língua no umbigo de Veridiana. Puxar com os dentes os pêlos pubianos de Veridiana. Passar a língua entre as coxas de Veridiana. Abrir as pernas de Veridiana.
Acordar.
Um barulho no telhado. Gatos talvez. Malditos gatos.
Levantar da cama. Ir até o banheiro. Urinar a cerveja do happy hour. Ir até a cozinha. Abrir a geladeira. Pegar um pedaço de bolo. Pensar em Veridiana. Pensar em parar de sonhar com Veridiana. Dizer "chega de fantasia!"
Voltar para a cama. Deitar. Fechar os olhos. Respirar pausadamente.
Dizer "vem, Veridiana!"
Acordar.
Apertar o botão do celular.
Ver o sol da manhã se insinuar pela janela.
Pensar que esqueceu o sonho. Lamentar.
Reviver a rotina matinal.
No ônibus, Veridiana lê um romance qualquer.
James Vidal
Enviado por James Vidal em 29/08/2007
Reeditado em 29/08/2007
Código do texto: T628819

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (James Vidal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
James Vidal
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 49 anos
101 textos (9890 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 23:10)
James Vidal