Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CHAPÉU MÁGICO


O CHAPÉU MÁGICO

Seu nome ninguém sabia !
Era um homem solitário...
E sozinho a muito tempo vivia
Era um pescador que andava muito triste
Porque ja existia muito tempo
Que nada conseguia pescar
Passava horas no rio exposto ao relento
Jogando sua isca, mais nada ,nada conseguia.

Sempre intristecido...
Completamente aborrecido para casa ele voltava
Sem ter nada conseguido !
Sem ter conseguido a refeição tão desejada

Então ele ia, ia caminhando cabisbaixo.
Triste pelo caminho !
Sem conseguir entender o porque aquilo acontecia
Jogava a isca várias vezes e nenhum peixe conseguia
Até que um dia, depois de muito tentar e nada conseguir pescar
Algo lhe aconteceu no caminho...
Como sempre fazia, para casa sempre ia pelo mesmo caminho.
Então já de longe ele avistou um velho
Que quando dele lhe aproximou...
O velho foi logo perguntando, num tom de voz bem baixinho.
Porque esta triste, meu amigo ?
Em que posso te ajudar ?

O pescador olhando o velho e disse :
É porque nada eu consigo pescar !
Já tem dias que eu não consigo nenhum peixe levar
O velho sorriu e  lhe disse perguntando
Esse é o seu problema ?

Pra isso eu tenho a solução !
Eu tenho vários chapéus, pequenos, médios, grandes.
Tenho até mesmo um chapelão
Mas, para o seu problema basta somente um.
Esse o que esta em minhas mãos
Esse chapéu é mágico !
Basta você pedir e ele te dará...dará...dará...
O que você quiser, porém só deve ser usado em sua cabeça.
Nessa hora o pescador sorriu de alegria
Imaginando quantos peixes ele iria pegar
Pensando em quantos peixes colocaria na sua grande bacia

O velho então olhando bem para o homem...
Disse mais uma vez !
E em tom bem alto bradou ,dizendo.
Ouça bem o que vou mais uma vez lhe dizer
Se quiser conseguir os peixes...
Somente uma coisa tem que fazer
Jamais colocar o chapéu em uma cabeça que não seja a sua
Disso jamais se esqueça !

Atento as palavras do velho, o pescador ouvia sem piscar.
Atento a tudo que podia, ele resolver guardar.
Para futuramente a sua sorte não desperdiçar
Desse dia em diante, era só alegria.
Com o chapéu na cabeça era peixe todos os dias !

Certo dia ameaçou a chover...
E o pescador já abastecido, mais cedo resolveu se recolher.
Como sempre fazia, trilhou o mesmo caminho.
Só que nesse dia ele avistou uma linda moça
Que estava em prantos a chorar !

Então o pescador preocupado perguntou em tom baixinho
Porque esta triste bela moça ?
Em que posso ajudar ?
A moça levantou o rosto ,olhou bem nos seus olhos e disse:
É que os meus cabelos são o meu maior tesouro !
E eles não podem jamais se molhar...
E se isso acontecer pobre eu irei ficar

Então o homem movido pelo sentimento
Tirou o chapéu da cabeça colocando-o na cabeça da moça
Resolvendo assim a situação...
Ciente do que fizera e movido pelo desejo de ajudar
Não se importou com oque havia feito
Renunciando assim toda a sorte...
Sorte que o velho lhe dera através do chapéu de algum jeito
Comovida pelo gesto a moça então lhe disse então:
Por esse belo gesto nobre, irei te recompensar.
Não se preocupe, pescador , peixe jamais irá te faltar.
Além disso pela sua bondade, algo mais irei te dar.
Você será o meu marido!
Com você irei casar

O pescador totalmente sorridente e feliz...
Percebeu que além de todos os peixes, ganhara algo mais...
Tinha recebido algo de maior valor !
Tinha ganho o verdadeiro presente...
Tinha ganho um amor.

19/09/05.


                                              H.TAN



HELIOS TAN
Enviado por HELIOS TAN em 05/11/2005
Reeditado em 02/06/2018
Código do texto: T67806
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HELIOS TAN
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
2426 textos (59055 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/18 20:18)
HELIOS TAN