Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ERA UMA VEZ UM HOMEM CHAMADO ELCANA.
ELE ERA CASADO COM DUAS MULHERES PORQUE A LEI DAQUELE TEMPO ASSIM PERMITIA.
ESSAS DUAS MULHERES ERAM ANA E PENINA. MAS, O AMOR QUE ELCANA SENTIA POR ANA ERA MAIOR DO QUE AQUELE QUE ELE SENTIA POR PENINA.
PENINA TINHA MUITOS FILHOS COM ELCANA, MAS, ELA ERA UMA MOÇA EGOÍSTA QUE SÓ PENSAVA EM LEVAR UMA VIDA BOA, POIS, POUCO SE IMPORTAVA EM DEMONSTRAR PREOCUPAÇÃO E CARINHO PELO ESPOSO.
ANA ERA BEM DIFERENTE DE PENINA, APESAR DE NÃO TER FILHOS COM ELCANA, ELA ERA UMA MEIGA QUE SE PREOCUPAVA COM SEU MARIDO DANDO-LHE ATENÇÃO E MUITO CARINHO.
ELA AMAVA O MARIDO SEM QUERER NADA EM TROCA.
MAS, ANA, APESAR DE SER UMA BOA ESPOSA PARA ELCANA, COMEÇOU A FICAR MUITO TRISTE, POIS, SABIA QUE SEU VENTRE ERA SECO E ISSO A INCOMODAVA MUITO, POIS, JAMAIS CONSEGUIRIA TER UM FILHO COM ELCANA.
E AINDA TINHA QUE SUPORTAR AS MALDADES QUE PENINA FAZIA CONTRA ELA, POIS, PENINA ERA UMA MOÇA VINGATIVA E INVEJOSA.
CERTO DIA, ELCANA DECIDIU SAIR DE EFRAIM ONDE MORAVA E IR PARA SILO, CIDADE ONDE FICA O TABERNÁCULO PARA ADORAR A DEUS.
MAS, CHEGANDO LÁ, ELE PERCEBEU QUE ANA ESTAVA MUITO TRISTE.
ELA FICA CALADA, INQUIETA E CHORAVA O TEMPO TODO PELOS CANTOS DA CASA.
ELCANA QUE AMAVA MUITO ANA FOI FICANDO PREOCUPADO COM A TRISTEZA DA ESPOSA E FOI CONVERSAR COM ELA.
MAS, ANA NÃO REAGIA, CONTINUANDO A CHORAR E CADA VEZ MAIS DESANIMADA.
E NUM MOMENTO DE DESESPERO PROFUNDO, SAIU DE CASA, AMARGURADA E CAMINHOU ATÉ A PORTA DO TABERNÁCULO.
ASSIM QUE CHEGOU LÁ, ELA COMEÇOU A ORAR, CONVERSANDO COM DEUS E COM MUITA FÉ, AJOELHOU-SE DIANTE DO ALTAR E DISSE:
- DEUS DE MILAGRES, EU ESTOU AQUI DIANTE DE TI, PARA PEDIR QUE CURE O MEU VENTRE PARA QUE EU POSSA TER UM FILHO. ESSE FILHO VAI AO SENHOR ENQUANTO ELA VIVER.
DEPOIS DESSA ORAÇÃO, ANA ACALMOU O SEU CORAÇÃO, POIS, ELA SABIA QUE DEUS FARIA O QUE FOSSE MELHOR PARA A VIDA DELA.
ASSIM, ELA VOLTOU PARA SEU LAR E MUDOU SUA ATITUDE, PASSANDO OS SEUS DIAS A CANTAR E A SORRIR PARA A VIDA.
E PASSADOS ALGUNS DIAS DEPOIS DA VISITA AO TABERNÁCULO, ANA RECEBEU A NOTÍCIA QUE ESTAVA ESPERANDO UM BEBÊ.
ELA FICOU MUITO EMOCIONADA QUANDO, NOVE MESES DEPOIS DEU A LUZ A UM MENINO LINDO, FORTE E SAUDÁVEL.
O MENINO GANHOU O NOME DE SAMUEL.
ANA NÃO HAVIA SE ESQUECIDO DA PROMESSA QUE HAVIA FEITO A DEUS E PARA GLORIFICÁ-LO QUANDO O MENINO ATINGIU A IDADE DE SEIS ANOS, ELA O LEVOU AO TABERNÁCULO PARA QUE ELE FOSSE CUIDADO PELO SUMO SACERDOTE E COMEÇASSE A SERVIR A DEUS AINDA CRIANÇA.
PENINA FICOU AINDA MAIS IRRITANTE E CONTINUOU COM AS SUAS PROVOCAÇÕES CONTRA ANA.
ELA FICOU AINDA MAIS ENCIUMADA, DEPOIS QUE DEUS ABENÇOOU ANA COM MAIS TRÊS FILHOS E DUAS FILHAS.
ENTÃO, NÃO SUPORTANDO MAIS A FELICIDADE DE ANA E ELCANA QUE PASSARAM A VIVER MAIS UNIDOS DO QUE ANTIGAMENTE PENINA JUNTO DE SEUS FILHOS, PARTIU DE VOLTA PARA EFRAIM E VIVEU ETERNAMENTE ATORMENTADA ATÉ O FIM DOS SEUS DIAS NA TERRA.
ENQUANTO QUE ANA E ELCANA IAM TODOS OS ANOS, VISITAR, O FILHO TÃO ESPERADO E AMADO. ELES VIVERAM UMA VIDA MUITO ABENÇOADA E SEMPRE SERVINDO A DEUS.
 ANA AINDA FOI ABENÇOADA E VIU O FILHO SE TORNAR UM DOS GRANDES PROFETAS A SERVIÇO DO REINO DE DEUS, ANTES QUE OS SEUS DIAS NA TERRA CHEGASSEM AO FIM.
 
 
Saulo Piva Romero
Enviado por Saulo Piva Romero em 03/11/2019
Reeditado em 04/11/2019
Código do texto: T6786277
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Saulo Piva Romero
Itanhaém - São Paulo - Brasil, 47 anos
169 textos (10474 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/11/19 19:57)
Saulo Piva Romero

Site do Escritor