Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Selly e Balzac

O maravilhoso mundo do faz-de-conta invade o cotidiano da vida moderna, será um conto que virou fábula ou uma fábula que virou conto, não se espante com a descoberta. Selly é um poodle e Balzac um peixinho dourado. Da fantasia para a realidade, eles atravessam as fronteiras do inimaginável.
E assim queixava-se o sonhador Balzac.

_ Se meu mundo não fosse este aquário, como seria?
Vejo através deste vidro, todo o movimento do lado de fora. Lá vem ela de novo, toda branquinha com seu pêlo enrolado e seu lindo laço na cabeça. Pula, brinca, corre atrás de uma bolinha, deita e rola com a bola na boca. Cai, levanta e novamente corre atrás de alguém; sempre feliz.
Olha, ela esta mordendo um chinelo. Como será? Que gosto tem? Que pano é aquele? Ela pegou e saiu correndo!
Nossa! Tem uma moça correndo atrás dela... Ai! Pegou.
Ih! Ela esta encrencada, a meia tem um furo... Xi!  Pobre cachorrinha, enfiou o rabinho no meio das pernas e saiu quietinha.
Ah! Como eu queria, apenas por um dia estar do lado de lá. Sentir as carícias daquela moça. Brincar e fugir deste marasmo que é essa redoma de vidro. Aqui têm minhas conchinhas, plantinhas, pedrinhas multicoloridas e nem preciso abrir  um chuveiro para tomar banho, pois, estou imerso o tempo inteiro. Mas também tem solidão, tem o barulho incessante da ventilação, o ofuscamento das luzes de néon e minhas plantinhas, que não crescem, não morrem, nem mudam de cor... Vida de peixe é só chateação.

De outro modo, lamuriava-se a pequena Selly.

_ Estou cansada. Não agüento mais essa agitação, corro de um lado para o outro e pareço uma pipoca, pulando quando minha dona chega. Queria tanto um lugar onde eu pudesse descansar em paz.
Que caixote é aquele? O que tem dentro?
Vou subir no sofá para ver de perto. Que lindo! É um peixinho dourado, ele está sozinho.
Ah! Como eu queria estar no lugar dele, sozinha dentro deste vidro, em silêncio total, apenas descansar, descansar e descansar... Ufa!
Quem sabe ele não queira trocar de lugar comigo, só por hoje. Ele coloca o meu lacinho rosa e eu, as suas lindas escamas douradas. Aqui fora, é tudo muito rápido, tem agito, tem os exageros destes lacinhos engraçados, tem os cuidados do veterinário... Vida de cão não é nada fácil.

De comum acordo, Selly e Balzac trocaram de lugar, ele em busca da liberdade e da felicidade que tanto admirava do lado de fora do aquário e ela em busca do silêncio e da paz que tanto almejava. Durou pouco, pois, o que eles não sabiam; é que o peixe não vive fora da água e o cachorro não sobrevive sem respirar.
Nunca tente mudar a natureza das coisas, ela poderá voltar-se contra você.


Fernanda Gui
Enviado por Fernanda Gui em 23/10/2007
Reeditado em 04/10/2014
Código do texto: T706404
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Gui
São Paulo - São Paulo - Brasil
93 textos (8105 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 09:27)
Fernanda Gui