Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O mistério


Ainda existe  aquela  praça,  o lugar mesmo  cheio de flores, árvores  grandes, outras pequenas, de vez em quando parecia meio isolada apesar da população  não ser muito pequena,  mas  o local era mesmo recheado do verde até deslumbrante.
Roger, o moço com seus 32 anos, médico já formado a alguns tempos, estava ali sentado num dos bancos da praça, o descanso era mesmo necessário, tanto no físico, como mental, a maratona no hospital onde trabalhava havia sido intensa.
A cabeça estava embaralhada, no o que será a vida eterna, paraíso, inferno, purgatório pra alguns ou simplesmente no nosso mundo atual, casas mal assombradas, os fantasmas que são seres do outro mundo e teimam em assombrar alguns mortais que ainda estão vivos.
Essas confusões todas em sua mente se deu porque  Roger, o jovem  médico  teve um plantão difícil no hospital onde prestava serviço. Um de seus pacientes morre aos seus cuidados. Se morresse apenas não seria nada demais, porque é a lógica do ser vivo, um dia tem que morrer.
O paciente num desespero danado, sabia da morte que era inevitável, queria saber se ele morresse acabaria transformando mesmo em pó, no desespero dizia:
--- Dr. Sei que você não é padre, muito menos pastor, acredita mesmo que existe vida após a morte? Vai, me dá uma esperança pelo menos, não  tivestes nenhuma experiência nesse sentido? Pelo amor de Deus, cara, me dê uma luz!
--E o dr. Roger  estava paralisado naquele instante, não via nenhuma luz, se o paciente tivesse feito uma pergunta referente à medicina ou outra qualquer que estivesse a seu alcance, responderia com o maior prazer, agora esse assunto de outro mundo não era a sua área, não era ateu,  mas dúvidas e mais dúvidas amontoavam nos seus pensamentos. Então ele responde no ato ao paciente moribundo:
--- Sinto muito, meu amigo mas não sei.
Naquela praça o médico Roger meditava, queria dar uma razão pra ele mesmo:
--- O que eu poderia fazer? Explicar sobre o outro mundo!... Ou será que existe mesmo?
Ah! Agora me lembro de quando eu era estudante, houve um debate dos que denominavam-se ateus  e os que acreditavam no sobrenatural, é lógico acreditar em Deus. Eu participei da turma que acreditava no sobrenatural. Nós vencemos a discussão, venceu aqueles que defendiam que nós não viemos por acaso, mas porque a minha dúvida na hora “H” do meu paciente?
Nossa! estou com dúvida até agora! Engraçado quando era mais novo, a minha fé era vibrante e depois dos estudos parece um vazio na minha mente?
De repente Roger observa que a poucos metros dele estavam sentados dois homens em outro banco da praça, os dois estavam bem vestidos, conversavam calorosamente e ao lado tanto de um como do outro duas pessoas que não dava  pra definir serem masculino ou feminino, o interessante que aquelas pessoas as vestes brilhavam, pareciam guarda costas, ao mesmo tempo inspiravam tranquilidade, depois iam aparecendo mais seres de vestes brilhantes, os dois homens conversavam alheios aos seres de vestes estranhas.
Roger não se conteve, foi se aproximando e quando chegou perto dos dois homens que conversavam animadamente notou que estranhamente os seres haviam desaparecido como se fosse mágica. Intrigado se apresenta e pergunta aos jovens senhores o que seriam aquelas pessoas que parecia protege-los, se fossem seus guardiões, quem seriam eles?
Os dois se apresentaram-se cordialmente, um falou:
--- Eu sou Padre Olavo e este é meu amigo Pastor Orlando, você falou que aqui estavam seres de vestes brilhantes? Mas não havia mais ninguém além de nós dois aqui.  Nós estávamos  numa conversa animada, falávamos sobre os anjos do Senhor, criaturas que nos protegem até mesmo sem que nós percebamos.
Rapaz, pode acreditar nos anjos,  porque eles com a permissão do Senhor já nos  tiraram de cada perigo!...
QUALQUER SEMELHANÇA DESTA HISTÓRIA, OU NOMES TAMBÉM, SÃO MERAS ESPECULAÇÕES. MAS SOBRE O APARECIMENTO DE SERES DO OUTRO MUNDO, QUERIA QUE FOSSE VERDADE  QUE APARECEM MESMO ESSES SERES E QUE  O  PARANORMAL   JAMES RAND  E  O  PADRE  QUEVEDO  QUE  SEMPRE DISSERAM NÃO SER VERDADE  ESSES  MISTÉRIOS, TOMARA QUE ESTEJAM  ERRADOS.  A  LÓGICA  DESSE NOSSO MUNDO ESTRANHO É MUITO RÍGIDA E ESQUISITA, AGORA  OS  MISTÉRIOS DO OUTRO MUNDO É QUE SÃO EMOCIONANTES!...
QUER DIZER, OPINIÃO  DO AUTOR...

 
José Lourenço Florentino
Enviado por José Lourenço Florentino em 08/01/2019
Código do texto: T6546022
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Lourenço Florentino
São Lourenço - Minas Gerais - Brasil, 73 anos
442 textos (10944 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/02/19 13:18)
José Lourenço Florentino