Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Contrato


  Sentou-se no banco gelado da praça a fim de esperar o horário do seu encontro. Estava escuro e de tudo só se via podia ver suas bochechas brancas. Usava jaqueta e calça preta. Suas luvas eram grossas e pretas. Colocou, em movimentos quase que calculados, a mão esquerda no bolso esquerdo e tirou uma caixinha de metal e um isqueiro. Acendeu habilidosamente um cigarro de filtro escuro e tragou sentindo uma sensação de relaxamento.  Olhou no relógio e verificou que estava um pouco cedo. O relógio marcava 8:27 pm. Sentiu um vento gelado amortecer suas bochechas e tragou outro longo trago do fumo.
  Viu surgir um casal andar apressadamente de trás de uma árvore e entrar na passarela de pedra rapidamente. Os olhos do casal pareciam quatro satélites captando todas as imagens possíveis do local. Com seus olhos de felino conseguiu notar que a mulher era loira e usava um casaco rosa. Usava calças jeans coladas marcando todas as suas grossas pernas enquanto o homem usava uma calça social e um palitó preto. Ambos tinham luvas pretas. Continuaram agora muito mais rápido e nem notaram que estavam sendo observados pelo contratado. Registrou cada passo daquele homem e olhou para o marcador de horas verificando que os ponteiros se aproximavam das 8:32 pm.
  Pensava muito no seu encontro que se daria em cinco minutos. Enquanto acendia outro cigarro olhava para as árvores que dançavam no ritmo do vento. Vira o quão dinâmicas as coisas eram ao seu redor e o quanto precisava ser rápido e preciso em suas atitudes. Dava longos tragos do seu cigarro quando chegou as 8:37 e nada da pessoa chegar. O contratado impacientara-se e se punha de pé dando voltas em torno de si. Quando o relógio marcou 8:40 pm ele pôde ouvir barulhos de passos vindo atrás dele. O vento aumentou sua velocidade. O contratado se virou de vez a fim de não ter surpresas sobre quem estava atrás dele.
  Definitivamente o que viu não era o que esperava e isso o deixou enfurecido. Olhou para o chão e viu folhas secas se arrastando. Colocou força na sua perna direita e com a bota despedaçou violentamente aquele resto de vida seco.
  Foi então que viu um homem de palitó e gravata surgindo de trás da árvore. Carregava uma maleta de couro preta. Parecia olhar para todos os lados ao mesmo tempo. Aproximou-se em passos largos e fez um sinal com a cabeça e colocou a maleta em cima do banco. O contratado lançou-lhe um olhar impaciente e olhou para o relógio que marcava 8:46. Sacou sua pistola Magnum com silenciador e a deixou estendida em direção ao homem enquanto contava a quantidade de dólares que tinha dentro da pasta. Para sua felicidade não teve surpresas e o valor do serviço estava lá.
  O contratado fez que sim discretamente com a cabeça e acendeu outro cigarro com a mão esquerda enquanto continuava a apontar a arma para o homem totalmente imóvel. Ele acendeu o cigarro como um filme de Hollywood. No seu primeiro trago pôde-se ver a cara de satisfeito do contratado.
  Em movimentos suaves e imperceptíveis ele puxou o gatinho e disparou um tiro exatamente no meio da testa do homem que caiu imediatamente.
  Pelo atraso pensou ele ao pegar a maleta. O contratado saiu fumando um cigarro em passos largos e cautelosos. O relógio marcava 9:03 PM.
Malluco Beleza
Enviado por Malluco Beleza em 23/09/2007
Código do texto: T664848

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malluco Beleza
Salvador - Bahia - Brasil, 31 anos
90 textos (7587 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 05:31)
Malluco Beleza