Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Paralisia do sono

Se você já passou por isso sabe do que estou dizendo, deixe seu relato nos comentários, se quiser.

Você ao menos tem a escolha de querer deixar ou não, queria eu poder escolher ter ou não ter paralisia do sono, ela vem como uma visita indesejada e surpresa. Noite passada jurava que estava acordado, a luz do quarto estava acesa, ouvia o som da chuva caindo no corredor, era uma noite agradável. O celular estava jogado sobre o meu peito, então eu fui mover o braço pra pegar o celular e não consegui, era com se a gravidade ao meu redor tivesse aumentado e me empurrasse contra o colchão. Apesar de não ouvir passos, eu sabia que ela estava chegando, tentei chamar por alguém e a voz não saiu. Me senti como uma mosca na teia da aranha, deitado de barriga para cima eu só podia ver o teto branco e a luz acesa, até que da luz começou a sair sombras, sim, com tentáculos as sombras dançavam lentamente e sedutoras no teto, elas começaram a descer pela parede, tudo muito lento, parece que se deliciavam com a minha impotência de não conseguir correr ou chamar ajuda, rezar em silêncio não ajudou. Quando as sombras chegaram ao meu corpo, sentia como se tivessem dezenas de gatos me mordendo. Porra, foi sinistro. O pior é quando você "acorda" seu celular está sobre seu peito, a chuva está caindo no corredor, tudo parece tão real.
Devon Magnus
Enviado por Devon Magnus em 08/11/2019
Código do texto: T6790397
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dev magnus). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Devon Magnus
Águas da Prata - São Paulo - Brasil, 25 anos
7 textos (216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/11/19 16:46)
Devon Magnus