Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Watchoc: A Faca de Manteiga e o Assasinato da Imperatriz - Desafio de 30 Minutos

Este é um desafio/exercício, um texto escrito em 30 minutos, com um tema predefinido, neste caso usei 3 temas (de 5 possíveis): "Investigação", "Rico", "Imperatriz Negra", ainda deturpei um dos temas: "Faca de Presunto" para utilizá-lo.

Levei, na verdade, pouco mais de 30 minutos, porque nesse texto não tive muita ideia antes de começar a escrever. Fui escrevendo e parando para pensar, com tempo rolando.
___________________________________________________________

- Ora, ora, obviamente a Imperatriz Negra foi assassinada com uma faca de manteiga.
- Mas não há sinal de esfaqueamento, Watchoc.
- É claro que não – ele deu uns passos em direção ao trono e abaixou-se para pegar faca de manteiga jogada no chão.
O valet, curioso, aproximou-se dele. Foi então que, repentinamente, Watchoc deu uma estocada na barriga do valet usando a faca de manteiga.
- Ai! Está louco!? Guard... - o homem parou de falar quando sentiu a faca de manteiga pressionando-lhe a garganta.
- Ora, ora, é só uma faca de manteiga. Não dá pra esfaquear nem cortar ninguém com ela.
- Então como a Imperatriz foi assassinada?
- Por envenenamento.
- Isso é um disparate! O copeiro-chefe experimenta tudo que é servido à Imperatriz, e, além do mais, nenhum estranho entrou aqui recentemente.
- Pela fama que me precede, peço que traga a mim uma lista dos visitantes.
Como ele pediu, o valet trouxe-lhe a lista e ele passou uns minutos analisando.
- Pois bem, aqui está! Este nome: Ras Hanout. Ele ainda está na cidade?
- Sim.
- Então traga-o aqui.
Algumas horas depois o comerciante estava na sala do trono, junto com o valet, o Watchoc, e o copeiro-chefe, que o próprio Watchoc buscou.
- Senhor Ras Hanout, eu sou britânico, mas meu serviço de detetive me exigiu muitas vezes ir às terras da Arábia, e eu conheço muito de lá, o suficiente para saber que esse seu nome não é real, também sei pelas feições que é indiano. – Watchoc virou-se para todos presentes - Eis minha dedução: esse homem era de uma casta baixa da índia, contudo muito inteligente, ele conseguiu fugir para a Arábia e lá ascender na vida através das práticas comerciais, por isso seu nome é na verdade tomado do nome de uma especiaria do Marrocos, “Ras el hanout”. Contudo, é um homem bastante ganancioso, e nós sabemos que alguns Sheiks tinham rixas com a Imperatriz. – deu uma pausa para que processassem as informações - Pois bem, este homem recebeu uma grande quantia de dinheiro de um ou mais Sheiks para envenenar a Imperatriz, e ele cumpriu seu intento com uma faca de manteiga, eu conversei com o copeiro e comprovei minha suposição: a faca com a qual o copeiro se serviu caiu no chão, pois estava oleosa, assim, quando a Imperatriz foi comer, foi-lhe oferecida outra faca, essa, ao invés do óleo escorregadio na empunhadura da faca, tinha veneno na “lâmina”.
Cayyan
Enviado por Cayyan em 13/12/2013
Reeditado em 13/12/2013
Código do texto: T4610080
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Cayyan
Pindamonhangaba - São Paulo - Brasil, 29 anos
59 textos (6556 leituras)
1 áudios (72 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/05/21 18:32)
Cayyan