Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

URUCUBACA


Tonha casada com Zé
Mulher de garra, valente
Saiu bem cedo de sua casa
Cantarolando contente
Pisou em esterco de vaca
Caiu, com o chão ficou rente.

Ela levantou apressada
A roupa suja de lama
Sua saia nova rasgada
Muito feio para uma dama
A sandália descolada
E a boca cheia de grama.

Sacudiu a poeira, seguiu
Mais na frente, gado solto
Quis correr, mas resistiu
Não ia dar ao povo o gosto
De chamá-la de covarde
Porém teve foi desgosto.

Um boi bravo quando a viu
Partiu, correu em disparada
Tonha calou não deu um pio
Ficou dura estatelada
Onde estava o seu brio
Ela estava atrapalhada.

Correu feito mula doida
Cambaleando tropeçou
A blusa presa no arame
Outra tormenta começou
Rasgada em dois pedaços
U’a parte na cerca ficou.

Com as roupas em molambos
Chegou enfim ao seu destino
E praguejava irritada
Era quase desatino
Urucubaca danada
Está me tirando o tino.

Aglaure Martins
Enviado por Aglaure Martins em 04/06/2009
Código do texto: T1632562
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Aglaure Martins
João Pessoa - Paraíba - Brasil
772 textos (35008 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 17:38)
Aglaure Martins