Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O BRASIL QUE EU DESENHO

Um convite eu não posso recusar
Pra falar sobre as coisas do país
E por isso estou bem animado
Na verdade estou é bem feliz
Pra falar do Brasil com muito amor
Pra pintar o país com minha cor
Enfeitando de vez nossa matiz

O país que eu tenho desenhado
É o Brasil infinito de beleza
E de gente que gosta de lutar
O Brasil Que possui grande riqueza
O Brasil de riqueza cultural
O Brasil que herdei de Portugal
O país de pungente natureza

O Brasil que deu luz para Zumbi
Transformando de vez a consciência
Que na luta devemos despertar
O valor que possui a resistência
O Brasil que deu luz a Tiradentes
E esperança pra nossas grandes mentes
Entender o que é resiliência

O país que cultiva a ciência
Nos achados do grande Carlos Chaga
Nos escritos do mestre Paulo Freire
Grandes mentes que vivem numa saga
Aires Brito, filósofo de valor
Rui Barbosa, o grande orador
Deixou marcas que a história não apaga


O nosso país é muito grande
Há quem diga que temos muita sorte
Pois aqui tem belezas naturais
Desde o leste a oeste, sul a norte
Tem aqui o Maior Rio do mundo
Tem o solo mais rico e mais fecundo
Que nos torna um povo muito forte


O Brasil da Floresta Amazônica
Tem aqui Pantanal Mato-grossense
Tem os cerrados das bandas de Goiás
Ainda tem os lençóis qu’é maranhense
Tem os pampas gaúchos e as chapadas
Cataratas do Iguaçu bem desenhadas
E As dunas do povo natalense

O Brasil da Cultura Popular
Que deu luz a Seu Lunga e Gonzagão
Teixeirinha, Amâncio e Patativa
Trupizupe, e Catulo da Paixão
Zé Pretinho, Viola e Zé limeira
Cantoria e cordel no “mei de feira”
Com cantigas que lembra o sertão

O Brasil da Cultura Erudita
Que nos deu de presente o Ariano
Vila Lobos compondo musica clássica
Tom Jobim se fazendo no Piano
Tropicália de Gal e de Gilberto
E Buarque cantando tudo certo
Completando com nosso Caetano

O Brasil que produz literatura
Como  fez o Machado de Assis
Castro Alves, Bilac e Guimarães
Alencar e Nabuco bem feliz
Mário, Osvald e Drumond de Andrade
Apresento pra vós essa trindade
Que deu cara a cultura do país

O Brasil de Artistas consagrados
Como a nossa Tarsila do Amaral
Portinari e o Romero Brito
Poetinha, Roberto e o Magal
De Sivuca e Jackson do Pandeiro
São artistas que o povo Brasileiro
Fez questão de botar num pedestal

O Brasil que deu coro À Bossa Nova
Que criou o Xaxado e o Baião
A catira, o Frevo e o Sertanejo
Maracatu,  carimbó e o vaneirão
O Brasil do Maior São João do Mundo
Carnaval com o Samba tão profundo
Na folia de rua do povão


 O Brasil que nos deu as lideranças
Da Princesa Isabel e O Virgulino
Conselheiro e o Getúlio Vargas
De Ulisses, do Lula e Juscelino
Que nos deram vitórias tão reais
Acolhendo as causas sociais
Transformando de vez nosso destino

O Brasil que produz diversidade
Com as raças e as religiões
Tem o negro, o Pardo, tem o branco
O racismo só traz desuniões
Candomblé, orixás, protestantismo
No reduto do catolicismo
Onde a fé só produz boas ações

Esse lindo país que foi pintado
Só possui as belezas que tem cá
Mesmo assim não esqueço dos problemas
Me perdoem, mas deixo para lá
Pois o mal enxergamos bem de longe
Mas o bem não encontra quem lisonge
E ruim meu Brasil nunca será
Jozias Umbelino
Enviado por Jozias Umbelino em 05/11/2016
Reeditado em 22/01/2017
Código do texto: T5814351
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jozias Umbelino
Patos - Paraíba - Brasil, 32 anos
155 textos (15443 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/19 16:29)
Jozias Umbelino