Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CORDEL DOS PARTIDOS POLÍTICOS

No tempo da ditadura
a política era bipartida
e tinha a oposição consentida (vê se pode!)
Com foco na investidura
o MDB era linha dura.
Tinha uma boa guarnição
E aquela “boa intenção”
frente a parte combatida.
Pois nasceu da força aguerrida
no seio do alto escalão.

Quando o tempo pediu mudança
o MDB achou a greta
e acrescentou o P da treta
insuflado pela Aliança.
Mas, no meio da lambança,
a Aliança Renovadora
perdeu a força motora.
Ao esfacelar a oposição
deu asas à competição
e à força manipuladora.

Os partidos remanescentes
do período pré-ditadura
ajustaram-se à conjuntura.
Aparelharam-se politicamente
e houve uma e outra ruptura.
Além das velhas denominações,
siglas novas ganharam adesões
e cada qual com sua conduta
foi justificando a disputa
com adversas intenções.

A luta pelos comandos
deu origem às facções
e os desplantes das sessões.
Reunidos em bandos
Vão planejando os desmandos.
Quantas ideologias infundadas!
Quase todas respaldadas
para converterem o ilícito
no que consideram lícito
em suas votações defraudadas.

A assembleia legislativa
virou um balaio de gato.
Tem força coercitiva,
bagunça com aparato
e garante novo mandato.
Em prol dos trabalhadores
Se unem os contraventores.
Os maiores autocratas
apresentam-se como democratas
Mas, a favor dos aristocratas.

Tem o Partido Republicano
e tem o Partido Republicano Progressista.
Acrescenta-se a essa lista,
seguindo no mesmo plano,
O nacionalismo ufano
do Partido da República
na luta pela “causa pública”.
Tem a bandeira comunista
ao lado da socialista.
E com a bíblia na mão
Tem o Partido Social Cristão
e o Cristão da bancada trabalhista.

O Partido Verde não amadurece.
A Rede se sustenta na trama
e tenta reverter o drama.
O Partido Ecológico em nada acresce
e o PSDB só desce.
A corrente Liberal
ainda se acha a tal.
E pelo bem do nosso povo
tem até o Partido “Novo”
com ideologia neoliberal.

O PPL prega a liberdade
E o Partido da Mobilização Nacional
uma nova ordem social.
O PSOL perde a identidade
e ainda tem o Solidariedade
que dentre as ações solidárias
formou dez coligações majoritárias.
Para quem se dispuser
O Partido da Mulher
Tem sua representatividade.

Tem bancada ruralista,
tem bancada evangélica,
(e tem até bancada bélica!)
As balas da face fascista
de uma conjuração golpista.
Tem gente clamando AVANTE
Pro Brasil ir adiante.
Até acho que PODEMOS,
pois recurso até que temos.
A política é que é discrepante.


Por: Márcia Haidê
Caetité-Bahia
Dezembro 2017

































Márcia Haidê
Enviado por Márcia Haidê em 06/12/2017
Reeditado em 08/12/2017
Código do texto: T6191855
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Márcia Haidê ). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Márcia Haidê
Caetité - Bahia - Brasil, 47 anos
32 textos (1427 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 16:36)
Márcia Haidê