Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cordel do amante medroso....

Ele tinha um desejo constante,
queria ser um belo amante,
seu ídolo  era Casanova,
a quem ele venerava,
e suas histórias  contava.
Casanova lhe esperava....
Começou então a procura,
do fetiche da loucura,
encontrar a sua bela amada,
tinha de ser uma mulher casada.
Até  que ele viu um dia,
sua diva a mulher a fantazia.
Começou  então a conquista.
Se entregou por inteiro,
usou olhar de peixe morteiro,
fingindo amor verdadeiro,
passivo como um cordeiro,
mas ela apenas linda sorria,
e o amante Casa sofria.
Ficou entao até mais atrevido,
e quis bulir onde nao devia
Mas ela pediu antes uma prova,
do grande amor de Casanova.
Me encontre naquela janela,
ela disse sempre sorrindo,
a mais alta do telhado,
lá não seremos vigiado ,
tenho bravo marido, cuidado.
Tudo estava bem planejado,
mas o sonho foi logo atropelado,
o amante se esqueceu,
que tinha medo de grande altura,
e só  de olhar para cima,
sentiu horrível tontura.
Como fazer tão fútil  aventura!
Como escalar um telhado,
se nem mesmo outrora,
na mocidade nem uma cerca pulou?
Oh! Que destino malvado.
Na noite do combinado,
quando a lua então se escondeu,
ele olhou para o telhado,
e de medo seu corpo tremeu,
não era nenhum Romeu....
Então se sentou em uma pedra,
e lhe voltou a razão,
não podia ser nenhum amante,
não tinha mesmo condição.
Vamos ele disse para casa voltar,
cansei de ser Casanova,
melhor dormir sozinho na cama,
do que acordar em uma cova....

Assim acaba a história,
do amante medroso,
que começou vida nova,
e deu adeus a Casanova.....


.



April
Enviado por April em 07/06/2018
Código do texto: T6358229
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
April
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 69 anos
2268 textos (28352 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/10/19 17:28)
April