Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

* Estrofes de crianças *

Estrofes realizadas em sala de aula por meus alunos do 4º ano, em uma atividade solicitada de tema livre, inspirada em Patativa do Assaré. Gostei e postei.

Tema: Pinturas
Eu pinto muito
eu pinto muito, sim.
eu gosto de pintar
eu pinto com nanquim
ás vezes, pinto bem
e outras pinto ruim.

Eu pinto com meus amigos
pinto muito todo dia
eu tinha muitos lápis
um amigo disse que pegaria
pegou todos os meus lápis
para dar pra sua tia.

Eu amo pinturas
principalmente as minhas
eu pinto com meus vizinhos,
pinto com minhas vizinhas
fiz uma pintura com meu irmão
que ficou uma fofurinha.

A pintura é uma rica história
em suas variações de cores
aprecio seu colorido
como todos os sonhadores
como também admiro
as infinitas multicores.

Aluno: Francisco Antonio de Sousa Mota

Tema: Os tempos de criança
Escutem o que vou dizer
eu quero mesmo é brincar
mas eu tinha que ajudar
não podia nem cantar
eu queria me divertir
e chiclete poder mascar.

Meu pai trabalhava duro
pois ele fazia bueiro
todo dia ia trabalhar
na profissão de pedreiro
ele gostava dessa vida
embora ganhasse pouco dinheiro.

Aluno: Francisco Antonio de Sousa Mota

Tema: Gente
Olá minha gente
vocês comem mel
eu gosto de vocês
e vocês gostam de cordel
e todas as pessoas
desempenham seu papel.

Eu amo cordel
isso é coisa certa
como o senhor Patativa
também sou poeta
sou um cara descente
ando sempre na reta.

Aluno: Francisco Antonio de Sousa Mota

Tema: Pescador
Sou um simples pescador
e adoro minha vida
me dou bem com todos
em minha cidade querida
sou um grande sonhador
queria ser doutor
pra curar feridas.

Sou um pescador nordestino,
honesto e corajoso
enfrento a bravura das águas
me sinto orgulhoso
atrás de um enorme cará
já pesquei no Pará
num rio perigoso.

Aluno: Francisco Antonio de Sousa Mota

Tema: Ser feliz
Ser feliz é prazer
não podemos mudar
ninguém consegue viver
sem alegria encontrar
pois, o bom é poder
sonhar e realizar.

Ser feliz, é ser criança
e viver a imaginar
criar fantasias
e nelas poder viajar
então, viva o presente
cada dia que iniciar.

Procure ser feliz
é o quero te dizer
faça todo esforço
pra tudo aprender
nunca jamais desista
de sonhar e viver.

Aluna: Maria Renata Freitas de Oliveira

Tema: Prisão
Trago uma lenda de cadeia
onde uma meia foi presa
por causa de um sapato
perdido numa empresa
que vivia cheio de poeira
num canto de uma mesa.

A meia saiu da cadeia
e vai ficar numa cadeira
para ninguém se cansar
de limpar sua sujeira
e a mesa ficou triste
pois, continua com poeira.

Aluno: Joélisson Moura da Silva

Tema: Sociedade
Hoje vou lhe falar
da nossa sociedade
lugar lindo e gostoso
já sinto saudade
tem coisas mundanas
como tem santidade.

Vou falar agora
do meu jeito de amar
me encanto com tudo
sinto cheiro no ar
amo praias, fazendas,
principalmente viajar.

Aluno: João Wellington dos Reis Silva

Tema: A cultura do campo
Os amigos fazendeiros
lutam com fartura
trabalham com paciência
pensando na vida futura
labutam dia e noite
essa é sua cultura.

Aluna:Maria Iasmim de Freitas Oliveira

Tema: Galego
Trabalho de galego
ando num carro vermelho
sou um livro aberto
como um lindo espelho
sou cheio de orgulho
e obedeço conselho.

Aluna:Maria Iasmim de Freitas Oliveira


Tema: Água azul
Alguém pintou a água azul
suja de sangue ficou vermelha
ficou triste e avermelhado
como picadas de abelhas
ao vê-las cair tão linda
cada gotículas nas telhas.

Aluno: Francisco Kauê Sousa de Oliveira

Tema: A moto
Estava andando na rua
numa moto amarelada
a bicha era zoadenta
e quase toda quebrada
o povo ficava olhando
ninguém não dizia nada.

Aluno: Francisco Francimar Mendes Neto
Claudia Pinheiro, Francisco Antonio, Joélisson, João Wellington, Kauê, Renata e Iasmim e Francimar
Enviado por Claudia Pinheiro em 22/10/2019
Reeditado em 27/10/2019
Código do texto: T6776653
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Claudia Pinheiro
Pentecoste - Ceará - Brasil
832 textos (68915 leituras)
7 e-livros (186 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/19 03:48)
Claudia Pinheiro