Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INVERNO / PRIMAVERA

Evaldo da Veiga

Hoje, dia 14/04, 
quantos faltam para chegar a Primavera?
Daqui mais pouquinho chega, não adianta apressar.
Não há como apressar, não tente, não dá...

Apressar o tempo é não viver o agora,
é não viver o depois, em sendo assim, 
me deixe perguntar :
quando a Primavera chegar o que faremos?

No dia 21, 22, ou 23 de setembro? 

Por que a Primavera tem um dia certo pra chegar?

Essa eu sei, precisamos de data pra comemorar!
Linda invenção, essa de datar.
Por preço também, temos que saber
se podemos pagar.

Qual a tua data preferida?

Da Dona Filhinha, uma Senhora que conheci,
era a data do falecimento do marido.
Pra ela, tudo iniciou mesmo, com o final do falecido.
Linda Dona Filhinha, que ia pela vida bulindo.
Bulindo no baile, bulindo na vida, e bulindo
na tristeza, que era o seu tema.

Tristeza para Dona Filhinha não era dor,
era um enredo de vida que se iniciou quando pode
dizer : - o falecido faz tanta falta, mas foi bom ele ir,
descansa em paz....

Quanto a mim, dizia, Dona Filhinha, vou bulindo...
vou bulindo... preciso viver!
Distraio-me nos bailes e recebo os homens às escondidas,
tudo para a agradar ao falecido.

Baile pra me mostrar alegre, 
não quero preocupar quem já se foi,
e o encontro escondido é pra ele não ficar P da vida.
Tudo pelo falecido.

E a Primavera?
Tá logo ali, pertinho.

Tão pertinho que se o inverno deixasse,
renunciasse a parte do seu tempo e espaço...

Chegaria a Primavera?

NÃO!

Uma fenda se abriria no planeta,
e nos sugaria para sempre.

Vamos bulir, vamos bulindo, vamos viver!


evaldodaveiga@yahoo.com,br

Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 16/02/2006
Reeditado em 14/10/2007
Código do texto: T112438


Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 78 anos
952 textos (317514 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/04/21 20:53)
Evaldo da Veiga