Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O LOBO E A GREVE
Evaldo da Veiga


Exausto, porque a vovozinha queria

comê-lo todos os dias, o LOBO resolveu lutar

por dias de folga:

 vovozinha, que tal, hoje, falarmos de crônicas e poesias?

 vovó: - e aquilo mais, também? Se sim, fechado!

Não deu certo e o LOBO partiu para o segundo plano:

Segurou a mão da vovó, carinhosamente, e perguntou:

 vovó, pra que serve essa mãozinha tão linda?

vovó : pra enfiar na tua cara, vagabundo sem vergonha!!!

Tô sentindo tua armação!!!

- Bem, vovó,vou colocar meu ponto de vista - tentou argumentar o LOBO

e vovó, arrematou:

- e eu sou mulher de deixar você colocar pontode vista,

seu bestão?

- vai colocar é aquilo que eu quero e quando eu mandar

e está encerrada a reunião!

O LOBO, lança a última cartada:

- mas vovó, estou com dor de cabeça...

- dor de cabeça seu frouxo, vou te dar aquele remédio onde

a cabeça passa rss

O pobre LOBO, sentindo a maldade do remédio,

aproveitou para escapar das preliminares:

- então, vovó, me dá o remédio rapidinho, vamos começar

o jogo.

Vovó deu aquela risada esquisita, e perguntou:

- e nesse jogo?

- ah... vovó, "vou fazer um gol de cabeça, entrar no gol

  e ainda vou cuspir na rede! "

KI KI KI KI KI KI KI

o sorriso da vovó rsss

evaldodaveiga@yahoo.com.br





Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 17/02/2006
Reeditado em 08/10/2011
Código do texto: T113003


Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 78 anos
952 textos (317515 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/04/21 12:33)
Evaldo da Veiga