Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma outra Paulicéia desvairada

        Corpo & alma em ociosidade, transitando vou pela tarde-noite da cidade. Quatrocentona e amada Sampa. Fluxo & refluxo da humanidade no Viaduto do Chá. E ao fundo, o Teatro Municipal.

        O prédio repousa imponente no Centro Velho. Mármores importados adornam suas escadarias e os relevos & afrescos nos convidam a apreciar o alto.

        Cerimonioso, adentro o prédio que surgiu financiado pelos barões do café. Sacas e sacas do ouro negro vegetal em troca de tintas, mármores, artistas e artesões do Velho Mundo.

        Palco de concertos e da Semana que desconcertou o Brasil. Percorro o soberbo conjunto e pareço ver, ainda, Mário de Andrade e os poetas sentados na escadaria.O piano de Guiomar Novaes soando em pianíssimo a mesclar erudição & brasilidade.

        E tantas obras, tantos frisos & afrescos.Uma porção de Florença, outra de Paris, por entre salões e o palco...Onde dançam prima-donas, tenores desafiam cristais, e a orquestra revive Mozart.

        Saio esmagado, minúsculo, diante de tanta imponência. Pego a Barão de Itapetininga e me misturo aos homens-sanduíches e seus cartazes de emprego. Estaciono no Rei do Mate e peço um. A rua, agora, desfila deselegância. Porém, por ínfimos instantes, guardo este pedaço maravilhoso de Sampa no peito.

        Logo, vão surgir os michês e seus clientes e tantos outros habitantes noturnos das ruas. Pego o embrulho de minha saudade. Lentamente, me dirijo ao Hotel...


Ricardo Mainieri
Enviado por Ricardo Mainieri em 02/05/2005
Reeditado em 02/05/2005
Código do texto: T14303
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Ricardo Mainieri
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 59 anos
2446 textos (35321 leituras)
1 e-livros (110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/05/20 02:47)
Ricardo Mainieri