PREGANDO NO DESERTO

Certa tarde encontrei alguém pregando em meio a uma multidão de transeuntes que sequer olhava para ele e ele ali a pregar o evangelho como se toda aquela gente estivesse a escutá-lo. Fiquei admirada de perceber naquele senhor tamanha convicção no que lia e tentava interpretar enquanto sua voz não ecoava ninguém o escutava, afinal era hora de almoço e tantos saiam do trabalho apressados para comer algo e retornar para ganhar a outra metade do pão de cada dia e ele já estava até quase afônico, transpirando em pé em cima de um caixote em pleno meio dia, era um senhor de estatura mediana moreno, mas estava parecendo um tomate de tanto que tomava sol. Minha opinião é que já que ninguém o escutava ele não deveria prosseguir, pois pregava no deserto embora houvesse tanta gente a transitar por ali. Decidi parar para ouvi-lo e ele finalmente abriu um sorriso tímido, como se agradecendo pela minha atenção, eu estava com uma garrafa de água geladinha e alguns copos descartáveis e ofereci-lhe , no que ele agradecendo aceitou, enxugou a testa com um lenço que estava no bolso da calça e prosseguiu naquela pregação que dizia mais ou menos assim:

Jesus é alegria se você quiser, Jesus é o caminho que conduz a fé, mas Ele também pode se zangar contigo, se não acreditas vem comigo por que Ele nos ouve escute você o que eu te digo e prosseguia com muita ênfase dizendo: Jesus é o caminho a verdade e a vida e é também carinho porque eu o conheço e Ele está em mim porque eu mereço.

Como eu tinha compromisso, não pude permanecer ali, mas creio que pelo fato de eu estar a dar-lhe um mínimo de atenção aquele senhor sentiu-se menos solitário sem aquela idéia frustrante de estar a pregar no deserto e eu me senti gratificada por ter sido para aquele senhor, naquele momento uma ovelha das que não se desgarrou ou que ele conseguiu recuperar, ainda que eu tenha permanecido ali por alguns minutos simplesmente por uma questão de humanidade, afinal aquele homem acreditava fielmente no que dizia e não era justo que ninguém lhe desse um mínimo de atenção afinal pode ser que nem todos creiam em um mesmo Deus, mas sabemos que existe um ser superior que nos comanda e cada um o interpreta de acordo com a sua crença não é mesmo? E atenção não tem preço.