Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BRINDE DE NATAL.

Pensou em não ir. Se seu espírito não estava em festa para que ir àquela que se repetia todos os anos? Cansava-se só em ver as mesmas pessoas, forçar sorrisos, tocar sem perceber, fingir que não sentia as ausências. Principalmente a que mais lhe doía. Cansava-se. Mais a data se aproximava, mais ela tentava se esquivar da festa a qual não poderia faltar. Esforço vão. O Natal não é lacuna no calendário ocidental e o mundo não parava de lembrá-la. Ho,ho,ho! Luzes féericas revelando pessoas carregando sacolas e semblantes fechados. Corriam para onde? Pensou mais um pouco e se assustou: Não queria ser esquecida! Tomada por esse sentimento correu para as compras; escolheu um vestido novo; enfrentou em um dia tudo que havia evitado durante todo mês e foi à festa. As mesmas pessoas. Os mesmos pratos. A decoração de sempre. A mesma saudade. O cansaço. Deu conta da vida em um abraço. Lembrou o que se comemorava. Enfim, o real significado da festa. Brindou com os presentes e -intimamente- com quem lhe faltava. Fez uma prece e foi feliz como pode.



FELIZ NATAL A TODOS!
Evelyne Furtado
Enviado por Evelyne Furtado em 23/12/2010
Código do texto: T2688334

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Evelyne Furtado
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
974 textos (140404 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/05/21 03:29)
Evelyne Furtado