Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estava tarde, tentava dormir sem sucesso, meu companheiro, um controle remoto que parecia apreciar tragédias, à medida que seus botões eram pressionados, apresentavam manchetes cada vez piores...

Comecei a acompanhar uma espécie de reality show, em que confinaram dezessete parlamentares numa casa sem muito luxo, em área de risco; todos que participavam foram surpreendidos pela decisão do Ministério Público, que era então  juiz e condutor de todo o processo, que para os eleitores, parecia uma grande festa...

Um morador de rua foi convidado para explicar as regras da casa e deixou claro que à medida que os projetos de cada um fossem à votação em plenário e de acordo sua importância para a sociedade, pontos positivos seriam acumulados, quem somasse mais pontos seria liberado do cativeiro ou confinamento (como preferissem).
 
Seria necessário mostrar serviço, apresentar para o povo o tipo de trabalho que fazem e como utilizam a máquina pública, verbas e tudo mais...
 
Estavam todos amontoados numa região carente, a casa ficava numa encosta, havia sido condenada pela Defesa Civil já a algum tempo, mas como foram muitas promessas de melhoria para o local, e todas em caráter de urgência (tanto que não houveram licitações) uma ação popular sugeriu ao Ministério Público que utilizassem o espaço, e deixassem que usufruíssem das melhorias que constavam em documentos na prefeitura como "obras concluídas ", antes que as chuvas causassem algum dano maior ...

Acordei...

Meus pensamentos ainda confuso com o absurdo que estava ocorrendo, era uma tragédia anunciada, quando me dou conta de ter dormido com a televisão ligada e meu sub consciente captado fragmentos de noticias como, desvio de verba de obras de saneamento básico, parlamentares que não comparecem ao plenário e nada fazem que justifique salário e verba indenizatória, mortes em decorrência das fortes chuvas, pessoas desabrigadas e um reality show que prometia prender a atenção do público do inicio ao fim, sem deixar a casa cair...

De volta a realidade, as noticias não são animadoras...é o show da vida real! 





                                                                        imagem da web
Renata Rimet
Enviado por Renata Rimet em 12/01/2011
Reeditado em 05/08/2017
Código do texto: T2725298
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Renata Rimet
Salvador - Bahia - Brasil, 49 anos
461 textos (26075 leituras)
9 áudios (1054 audições)
9 e-livros (1987 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/02/20 22:29)
Renata Rimet

Site do Escritor