Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os heróis desconhecidos

Recebi um comentário referente à minha crônica Santa Lucia dizendo que meu tio teve uma vida intensa.
Na verdade, meu tio não viveu com intensidade. Foi arrancado de sua vidinha pacata, no interior, na roça, sem entender nada do que estava acontecendo, foi lutar pelos interesses ditos da pátria, coisa que sequer sabia o que significava, voltou e continuou sua meia-vida, tentando esquecer o q vira e vivera. Enlouqueceu pelo choque que sofreu, diante das atrocidades que presenciou. Ele e tantos outros, cujas histórias não são contadas. Erigem monumentos aos "heróis da pátria", pagam pensões às viúvas e filhos, mas isso não redime o inferno em vida, que muitas famílias passaram a viver. A história da família dele é apenas um exemplo disso.
O que eu tentei mostrar é que meu tio, como outros iguais a ele, sequer entendeu a razão porque estavam nessa guerra, cujos motivos não conheciam. Eles não tiveram aulas de história, antes de serem convocados.Assim, não há como viver intensamente. Acho que se vive intensamente algo, quando entendemos, quando participamos de corpo e alma. Mas, quando a alma fica de fora, não há vida. A loucura de meu tio foi motivada justamente por não compreender porque teve que se afastar da família, passar fome, comer sei lá o quê, matar pessoas. Isso é cruel. Hoje, se convocam jovens, mas eles têm informações. Há rádio, TV, jornais, Internet. Nada se assemelha a arrancar jovens da roça, colocá-los num navio onde vivem de modo promíscuo, são despejados num país de língua estranha, com a finalidade de matar pessoas, quando aprenderam desde pequenos, que matar é pecado. Dá para imaginar os conflitos? Não acho que isso seja viver intensamente.
Não penso nele como coitadinho, mas penso que se ele tivesse tido a oportunidade de continuar vivendo entre seus familiares, com sua esposa, criando seus filhos, sem os traumas que o acompanharam na volta, a história teria sido diferente. De nada adiantou ser considerado um dos heróis da pátria. Tento adivinhar a razão porque os filhos acabaram morrendo tão jovens e sozinhos.

Vitoria Lerinha Haubert
Enviado por Vitoria Lerinha Haubert em 03/12/2006
Código do texto: T308044

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vitoria Lerinha Haubert
Sapiranga - Rio Grande do Sul - Brasil, 72 anos
266 textos (19098 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 03:37)
Vitoria Lerinha Haubert