Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Realidade autocrática
Nos mais variados ambientes relacionados à administração organizacional da vida em comunidade, ocorrem reuniões periódicas para tomada de decisões. Costumo participar de todas, quando convocada. Refleti sobre o que observo e verifiquei que elas ocorrem apenas para formalizar o que foi decidido pelas chefias. A maioria das pessoas, mesmo as bem informadas, deixam-se manipular com o voto a cabresto. Evitam incomodar-se. A pontinha de “nazismo” dos administradores manifesta-se, durante o encaminhamento das questões propostas e analisadas coletivamente. Nota-se que eles não aceitam sugestões, cortam a palavra das pessoas, quando a manifestação não lhes agrada. Impedem a reflexão e a discussão sobre as alternativas julgadas procedentes. As decisões deixam de ser coletivas, pois eles têm pronta a solução e direcionam o voto autocraticamente. A soberba impera. O grupo de direção é formado, às vezes, para cumprir apenas a formalidade legal. Em algumas situações, a ata feita sofre alterações, por determinação do mandante. Observa-se o cerceamento da palavra das pessoas, ignorando seu modo de pensar. Colocam em dúvida a competência de pessoas responsáveis pelo cargo que lhes é atribuído. Parece que algumas pessoas têm necessidade de ofuscar a luz dos outros, pensando em fazer brilhar somente a sua. Por que isto? Sempre ouvi dizer que “o sol nasceu para todos". Como em tudo, ainda existem aqueles com bom nível de conhecimentos, partidários da verdade, da honestidade, da justiça que, em bom tom, reclamam das irregularidades e do descaso observado. Porém, não é raro sofrerem agressão verbal, discriminação e preconceito.

Até quando vai a violência, o desrespeito e a corrupção desse povo, Deus ?

Trabalhar pela paz, pela expansão da consciência, pelo respeito, pelo sentimento fraterno, pela democratização do saber, dá muito trabalho...

Agora eu sei o porquê da recusa de pessoas bem preparadas, na participação em alguns trabalhos e a omissão da maioria dos convocados às reuniões.

Eu pensava que a D I T A D U R A estava extinta no Brasil.

 
Izabel Camargo
Enviado por Izabel Camargo em 24/08/2013
Reeditado em 24/08/2013
Código do texto: T4450206
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Izabel Camargo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 87 anos
508 textos (18512 leituras)
5 áudios (233 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/05/21 20:55)
Izabel Camargo

Site do Escritor