Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALMA PENADA


Há muitos anos, em Aimorés MG, minha cidade natal, havia um rapaz que entregava pães a domicílio. Havia, também, um senhor que bebia muito e estava sempre tonto.
Num dia chuvoso, Toim estava trabalhando no alto do morro, na Barra Preta. Para se abrigar da chuva, o jovem parou com sua bicicleta com uma enorme cesta de pães, no portão do cemitério.
Enquanto isso, em cima de um mausoléu, Dioclésio se curava de uma ressaca.
-Ai, que chuva chata! Vou-me esconder no portão!
O ébrio desceu do jazigo, correu e pediu um pão ao rapaz.
-Cruz em credo!!!
O padeiro, apavorado, pensando se tratar de uma alma penada, saiu  desenfreadamente e rolou morro a baixo com bicicleta e tudo.


Anna Célia Dias Curtinhas

Anna Célia
Enviado por Anna Célia em 02/03/2005
Código do texto: T5518


Comentários

Sobre a autora
Anna Célia
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 74 anos
1158 textos (60359 leituras)
1 e-livros (222 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 07:20)
Anna Célia