Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

= Quando os sonhos acabam... =

Se ao chegarmos na padaria notarmos com tristeza que os sonhos acabaram...
Não adianta brigar com o padeiro por ele não ter feito uma quantidade maior.
Às vezes ele faz e sobram. Encalham.
E no dia seguinte poucos gostam de comer sonhos amanhecidos.
Também não adianta resmungar e reclamar com as ou das balconistas.
Elas só trabalham lá.  E já fazem muito atendendo com educação e sorrisos os maus humores e as grosserias de alguns.
Quando os sonhos se acabam se faz necessário que tenhamos um Plano B. Ou C, D...
O alfabeto inteiro se precisar.
Que tal quindins? Três. Um pra ti, dois pra mim. Sou um tantinho guloso.
Bolo também pode ser uma boa. Tirando o de chocolate e aqueles com glacê, qualquer outro está bom pra mim. E o meu pedaço nem precisa ser dos grandes.
Somado aos quindins...
Tem também o famoso e bom pão de queijo.
Se dos grandes um. Se dos pequenos uns três ou quatro.
Se as calorias do dia anterior foram muitas e está batendo aquele remorso, fiquemos só no cafezinho pretinho básico. O meu com cinco gotinhas de adoçante pois de totalmente amarga já basta a situação do nosso país.
E a vida em certos momentos.
Viu como sobram alternativas para as circunstanciais faltas de sonhos?
Dia desses comi coxinhas de mortadela. Achei uma delícia!
Já provou? Ainda nao? Fica a sugestão.
Pode deixar que hoje a "pendura" é por minha conta.

= Roberto Coradini {bp} =
24//05//2016
 

BETO bp
Enviado por BETO bp em 24/05/2016
Reeditado em 24/05/2016
Código do texto: T5645179
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
BETO bp
Jundiaí - São Paulo - Brasil
3533 textos (217006 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/21 22:41)
BETO bp