Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Adentrou-me a imagem...

Era para ser Johanna D'Arc...
Saiu meu Pai...
Talvez seja reflexo do subconsciente dele, por demais arrependido.
Ele sente que vai embora e sem se desculpar comigo.

Uma coisa importante, qual aprendi nesta vida é... "A vida é o nosso mais precioso presente, qual se dá ao início do particípio em estar à viver na aceitação de diversos itens contundentes na chegada de uma faísca que nos leva ao final com este caminho inteiro, para aprendermos em diversas lições das transições, o conseguir por adentrar na vida de outras pessoas boas ou más, com uma aceitação da troca de funções, quais fazem o nosso aprendizado algo enaltecedor à noss'alma que pode se corromper na linha do percurso, quando nos perdemos no egoísmo, ganância, inveja, traição e deslealdade da fraca distribuição do amor e da humildade"

Sendo assim, eu tentei diversas vezes vê-lo...
Porém o meu sofrimento, se tornou em uma muralha rígida, qual separou a rejeição e a angústia da alegria e da amplitude em agradecer este viver, qual não deve jamais sucumbir-se no vazio do esquecimento e onde estes outros sentimentos estão sozinhos à dilacerar um sopro dolorido de um coração envelhecido, doente e tristemente o único capaz de se perdoar por abandonar-me.

Sua vida lhe pertence e desta fará apenas o que desejares na determinação da entrada e saída das pessoas, quais se pode ter a consciência das conseqüências em assumir à tudo que escolheu, viveu, determinou, excluiu e destruiu sozinho.

Eu amei e chorei...
Eu chorei e amei.
Hoje não posso voltar no tempo, mas se estivesse querendo o meu abraço...
A minha humildade me cutucaria, para eu ir outra vez e tentar te visitar.
Paizinho, teimoso e ignorante...
Faça sua parte, pois ninguém consegue voltar, depois.

Filhos são reflexos dos pais na educação e honra, mas alguns conseguem refletir dos sonhos abandonados, doces, lindos e inerentes, aquilo que os pais não conseguiriam nem nos sonhos admitir e acreditar.

A força de vencer o impossível é aquilo que não está lá, porque você não consegue a visão de enxergar o óbvio, porém não apenas esteve no mesmo lugar, mas ficou o tempo necessário para refletir em quem tanto é o seu reflexo.
Erika Gasbarro
Enviado por Erika Gasbarro em 29/12/2017
Código do texto: T6211205
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Erika Gasbarro
São Vicente - São Paulo - Brasil
353 textos (8175 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/20 11:29)
Erika Gasbarro