Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENFIM O ANO DE 2018 CHEGOU

    46.674

 


    Segunda-feira, 1 de Janeiro de 2018




    Primeiro dia do ano, 2018, tudo recomeça. Na vida, no país, na esperança e na expectativa geral, contando que tudo melhore, principalmente em relação ao ano anterior, que como todos sabemos e vimos, foi um tremendo horror no aspecto das faltas de decência, probidade e correção dos homens públicos tupiniquins.
    Um ano eleitoral, que faz com que todos repensem seus atos, principalmente em Outubro, mês das eleições. E hora de escolher pessoas diferentes daquelas a que se está acostumado a escolher nos pleitos que ficaram para trás. É recomeçar com atos mais acertados e cheios de responsabilidade, para que tenhamos, doravante, perspectivas melhores de decisões legislativas mais apuradas, do jeito que se quer e precisa.
    É obvio que pode parecer até utópico, achar que o povão vai mesmo corresponder à expectativa na eleição, sabendo escolher novos elementos. Pessoas que não estejam envolvidas em nenhuma falcatrua, bem como que tenham consciência da necessidade de acertar as coisas no país. Não custa nada ter esperança.
    Também não se pode esmorecer, desanimando de tudo. Principalmente em ver os criminosos já pegos pela lei e a justiça, sejam penalizados rigorosamente e colocados atrás das grades, como temos visto nesses últimos tempos. Sabe-se muito bem do comprometimento de muita gente, o que dificulta as apurações e descobertas de todas as mumunhas, maracutaias e mutretas. Mas o processo está seguindo, nos surpreendendo com ótimos resultados.
    Todos os criminosos que perpetraram horrores à população, desviando e roubando verbas públicas, não podem escapar do cerco e da punição que precisam e merecem. E que tenhamos muita gente atrás das grades, neste ano que se inicia hoje. Só assim a população vai tomando confiança nos homens e nas leis que andam perseguindo tais bandidos.
    Mas será fundamental, mesmo, é a prática da verdade. Não se escamotear nenhum situação, tampouco esconder situações graves, como se fez até aqui. E que o presidente Michel Temer pare de mentir e de encobrir situações nefastas e perigosas, também deixando de fazer acordos espúrios com a classe política que está aí legislando.
    E o primordial, é o povo conscientiza-se de vez de suas próprias responsabilidades, agindo com lisura em suas ações cotidianas, fugindo do jeitinho, das improvisações, das malandragens e afins, para que consigamos engrenar numa marcha de evolução e progresso, tão necessário para o desenvolvimento de um povo e de um país.
Aloisio Rocha de Almeida
Enviado por Aloisio Rocha de Almeida em 01/01/2018
Código do texto: T6213823
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Aloisio Rocha de Almeida
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
2642 textos (49111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 02:03)
Aloisio Rocha de Almeida