Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavra Solta - em Poço Redondo, ter coragem é saber ter medo

Palavra Solta - em Poço Redondo, ter coragem é saber ter medo

*Rangel Alves da Costa


Em Poço Redondo, cidade interiorana no sertão sergipano, ou a pessoa tem medo ou terá sua coragem roubada a qualquer instante, principalmente depois do anoitecer. Quem tem coragem de estender uma esteira na calçada e adormecer até a madrugada chegar? Quem tem coragem de colocar cadeira na calçada para cochilar enquanto a brisa da noite passa? Quem tem coragem de sentar no beiral da porta ou na calçada com o seu celular à mão? Quem tem coragem de ir fachear rolinha na escuridão sertaneja? Quem tem coragem de brincar de pegar de boi na escuridão dos quintais e arredores? Depois que a noite cai e mesmo durante o dia, não faz medo passar pelo cemitério nem pela casa mal-assombrada, mas que ninguém se atreva a caminhar muito entre os vivos ou imaginar que estes não assustam. Poço Redondo se transformou num lugar onde a paz e o sossego já não existem mais nem dentro nem fora de casa. Tudo agora assusta, tudo é violência, tudo é desassossego. Antigamente, o medo era do cavaleiro da noite, do fogo-corredor, da “visage”, mas agora o temor é do vivo mesmo. O cavaleiro da noite passava trotando de riba a baixo, todo mundo ouvia e ninguém via. Mas agora basta ouvir o barulho de uma moto de repente chegando e o povo já pensa que vem coisa ruim. E vem mesmo.


Escritor
blograngel-sertao.blogspot.com
Rangel Alves da Costa
Enviado por Rangel Alves da Costa em 16/01/2018
Código do texto: T6227518
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Rangel Alves da Costa
Aracaju - Sergipe - Brasil, 57 anos
10753 textos (366132 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/20 06:03)
Rangel Alves da Costa