Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Século Passado

Século Passado

                                                                                                             

SOU DO TEMPO EM QUE NÃO HAVIA E-MAIL, NÃO HAVIA INTERNET.
 
MESMO COMPUTADOR ERA ALGO RARO, E ERAM ENORMES. A

COMUNICAÇÃO ERA FEITA DE OUTRA MANEIRA, MAIS ARTESANAL, MAIS

DIFÍCIL TALVEZ. SE VOCE PRETENDESSE MANTER CONTATO COM ALGUEM

QUE MORASSE LONGE, TINHA QUE SER POR MEIO DE CARTA.

 CLARO QUE JÁ HAVIA O TELEFONE, AFINAL NÃO SOU TÃO VELHO,

MAS O TELEFONE...O TELEFONE , ALEM DE SER CARO, NÃO TINHA A MESMA

GRAÇA, NÃO DAVA NEM PRA... NEM PRA COLOCAR RETICÊNCIAS. O

MÁXIMO QUE DAVA PARA FAZER ERA FICAR EM SILÊNCIO, PENSATIVO. SÓ

QUE AÍ PARECIA QUE NÃO TINHA ASSUNTO, E NÃO ERA VERDADE, SEMPRE

SE TINHA MUITO O QUE FALAR. TALVEZ NÃO ESCREVENDO, MAS NAS

ENTRELINHAS. VOCÊ JÁ VIU  ENTRELINHAS NO TEFEFONE ? NÃO TEM! NAS

CARTAS TEM,OU MELHOR, TINHA, JÁ QUE CARTA HOJE É SÓ COISA DE

POLÍTICO PEDINDO VOTO, OU DE ONG  PEDINDO DOACÃO.

NAS CARTAS TINHA ENTRELINHAS , COM SUAS RETICÊNCIAS.UMA VEZ ESCREVI UMA CARTA COM TANTAS RETICÊNCIAS QUE A MENINA REGLAMOU.  DISSE QUE NÃO DAVA PARA ENTENDER NADA. SÓ DE CHATO, ESCREVI OUTRA CARTA , DESSA VEZ SÓ COM ... ,... E .... AÍ A MENINA ENTEDEU.
E A MENINA. QUE MENINA! .ERA UMA MENINA LINDA,  DESSAS POR QUEM VALE A PENA FICAR SEMANAS PENSANDO NO QUE ESCREVER,DEPOIS MAIS ALGUNS DIAS FAZENDO UM RASCUNHO, ALGUMAS IDAS À PAPELARIA PARA ESCOLHER O PAPEL-DE-CARTA  CERTO, E FINALMENTE, UMA OU DUAS HORAS PARA PASSAR A CARTA A LIMPO, NUMA INÚTIL TENTATIVA DE NÃO ENFEIAR O   PAPEL AZUL COM ESTRELAS BRANCAS, COM AQUELA  LETRA  DE PINTOR DE PAREDE.
TODO O PROCESSO , COMO JÁ DISSE, ERA ARTESANAL ,O QUE ERA MUITO BOM, APROVEITADO EM CADA INSTANTE, COLAR O SELO E JOGAR A CARTA NA CAIXA DO CORREIO ME DAVAM UM PRAZER QUASE SEXUAL, QUER  DIZER, NA ÉPOCA, ERA O MEU PRAZER SEXUAL, OU QUANDO EU CHEGAVA MAIS PERTO DISSO.  E SÓ NÃO ERA MAIOR QUE O “PRAZER” DA ESPERA PELA RESPOSTA, FICAR CONTANDO OS DIAS PRA CARTA CHEGAR LÁ (3 A 5 DIAS), DEPOIS O TEMPO DA CARTA- RESPOSTA CHEGAR (TAMBEM 3 A 5 DIAS), DEPOIS  DESCONTAVA TUDO E VIA QUANTO TEMPO A MENINA DEMOROU  PARA SE DAR AO TRABALHO DE RESPONDER. AS VEZES NEM IMPORTAVA MUITO O QUE ESTAVA ESCRITO, MAS O TEMPO QUE DEMOROU PARA CHEGAR A RESPOSTA.  ÀS VEZES NÃO IMPORTAVA O TEMPO, SÓ O CONTATO.  ERA BOM PODER ESCREVER PARA ALGUEM , E RECEBER A RESPOSTA.  ERA  MUITO BOM TER CONTATO COM ESSA MENINA ,LINDA,LINDA.  ERA BOM SONHAR COM ELA.  ERA BOM ESTAR COM ELA.  FOI MUITO BOM ,UM DIA,  EM QUE A MASTURBAÇÃO DAS CARTAS FOI SUBSTITUIDA POR ENCONTRO.
A PRIMEIRA VEZ QUE EU PEGUEI NA MÃO DA MENINA, FOI NA BEIRA DO MAR. O PRIMEIRO BEIJO TAMBEM. E A PRIMEIRA VEZ QUE TOQUEI NELA, QUE A PEGUEI PRA MIM , TAMBEM FOI NA PRAIA.
HOJE, NINQUEM MAIS ESCREVE CARTAS, SÓ POLÍTICOS E ONGS. A EMOÇÃO ESTÁ MAIS RÁPIDA, PODE SER SENTIDA CADA HORA QUE SE ABRE A CAIXA DE E-MAIL.A MENINA TEM A VIDA DELA E EU A MINHA.  MAS NÃO SEI NÃO, TEM HORA QUE BATE UMA SAUDADE DE UMA LETRINHA FEITA A MÃO, DE UM CHEIRINHO DE PAPEL-DE-CARTA! TEM HORA QUE BATE UMA SAUDADE DAQUELA MENINA...! E POR FALAR NISSO, TEM MUITO TEMPO QUE EU NÃO VOU À PRAIA.
-----------------------------------------------------------------------------------------

                           
                                           

EDUARDO MARCYANO -                    21/10/04
Eduardo Marcyano
Enviado por Eduardo Marcyano em 31/08/2007
Código do texto: T631648
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eduardo Marcyano
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 46 anos
10 textos (563 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 19:34)