Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

5509 Sabará à BH

Naquela manhã de sexta-feira todos a viram pegar o ônibus coletivo 5509 em Sabará, ouvindo MP3 trajando um sobretudo jeans, com uma enorme cabeleira de cachos vermelho borgonha, lambuzada de creme condicionador.
Pagou com um vale, passou a roleta e sentou-se a minha esquerda, ao lado do corredor, atirando seu corpo como se a poltrona fosse um pufe!
Em seguida, sacudiu os cabelos, chicoteando meu rosto e molhando minha blusa de malha. Do seu corpo exalava as primeiras notas de um perfume barato.
         Abriu uma pasta de plástico – daquelas que se fecha com um elástico, que mais parecia uma bolsa onde pude ver agenda, escova, batom, celular, maço de cigarros, apostilas,  terço etc...
Pegou uma goma de mascar, atirando o papel pela vidraça...
- Desculpa, moço, pelo incômodo!
- Não há de quê, minha senhora...
Com o ônibus em movimento, ela tentou e conseguiu se maquiar: gloss nos lábios, creon nos olhos e espelhinho na mão esquerda apoiando os cotovelos sobre a pasta ao colo.
Ao chegar à avenida Christiano Machado o trânsito havia se engarrafado devido as obras da Linha Verde.
Todos reclamavam daquele transtorno, do atraso e daquela sexta-feira que mais parecia 13, menos para ela que ficara quase meia hora ao celular.
Desligou o telefone abrindo novamente aquela incomoda pasta, retirando dali um bloco de papel, uma caneta e pôs-se a escrever algo parecido com uma carta:
“Querida Mamãe,
Primeiramente estou te escrevendo para lhe dizer o quanto foi mais melhor eu ter mudado para Sabará. Graças a Deus estou mim sentindo gente após o divórcio  com aquele traste.
O que me restou foi os meus filhos que eu amo e aquela casa que eu vendi para sair daí e esquecer o quanto sofri, prá nunca mais eu si alembrar.
Deusde que quando eu vim pra cá decidi por um rumo na minha vida. Nesse momento tô indo para a academia de ginástica para ver se eu perdo um pouco de barriga e levantar minha alto istima.
Voltei a estudar e depois da ginástica, estou indo para o cursinho de pré vestibular, porque o meu maior sonho é fazer vestibular para Letras na UFMG.
Bença mamãe, reza pra mim.
Sua filha do coração”
Sergio Pacheco
Enviado por Sergio Pacheco em 11/09/2007
Código do texto: T648331
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sergio Pacheco
Sabará - Minas Gerais - Brasil, 59 anos
105 textos (5853 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/17 23:07)
Sergio Pacheco