Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A velhice

 A VELHICE

Cheguei numa idade de privações.
Não posso comer de tudo.
Ser moderado na bebida alcoólica.
Carência de exercícios físicos.
Sobre-peso e regime alimentar.
Catarata, colesterol, ácido úrico,
Hérnia de disco, gordura no fígado.
Amigos envelhecidos, com as mesmas restrições.
Audição e visão prejudicada.
Porém muita disposição para viajar, dançar, frequentar teatros, bares, shows.
Memória curta, engasgo alimentar, insônia, fastio alimentar.
Pelo visto já passei dos setenta, com um futuro curto e um passado longo.
Do quê adiantou guardar meus presentes para o futuro, quando o presente e o futuro não tem distinção?
Meu consolo é o papel e lápis, na hora agá da minha inspiração, quando eu brinco com as palavras, busco a grafia no dicionário e o sinônimo esquecido. Volto a minha adolescência escrevendo no diário, fazendo juras de amor, contando coisas engraçadas, criticando a juventude, o governo e a política. Isto é  a melhor idade, sem fila, condução  e passagem grátis. Meia entrada nos  entretenimentos em carta. Malabarista com a aposentadoria do INSS. Sem falar no voto facultativo.
Chico Luz
CHICO LUZ
Enviado por CHICO LUZ em 20/01/2019
Reeditado em 21/01/2019
Código do texto: T6555518
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
CHICO LUZ
São Paulo - São Paulo - Brasil, 73 anos
720 textos (9819 leituras)
2 e-livros (16 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/02/19 23:24)
CHICO LUZ

Site do Escritor