Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

talvez isso seja assunto para outras madrugadas

Semana passada, quando expus aqui minhas letras 'quintanas', eu tinha duas viagens programadas, um novo projeto e um quase amor. Essa semana, nada.

Já disse o poeta (que não sei bem qual é) mas as coisas têm o momento certo para suceder. O que não me impede de pensar, obviamente, que não há como existir livre arbítrio e destino numa mesma vida. Mas talvez isso seja assunto para outras madrugadas.

Se queres uma verdade, dou-lhe essa: não temos controle sobre o que vai acontecer amanhã. É como se apaixonar. Não há racionalidade que impeça uma paixão. Há, e é verdade, a razão que nos impede de vivê-la, mas não de senti-la. Nem vem.

Veja só, eu aqui colocando paixão e razão na mesma frase, como se isso também existisse. A sensatez é uma droga.
 
Acredite se quiser, eu já fui acusada de não ser carinhosa e, em contrapartida, de ser amor demais. Ah meu bem, esse rosto já não é o mesmo, não tem mais o mesmo tempo, tampouco a mesma pressa.

Quando é que a gente pode parar de desistir? Enfim.. eu terminaria, extravasando esse estranho sentimento, com um palavrão, já que tá em alta dos brasileiros lá fora, mas escolhi dar play no Caetano.

Essa semana, quero viver sem saber de nada.







#TextoDeQuinta
Marília de Dirceu
Enviado por Marília de Dirceu em 18/07/2019
Reeditado em 18/07/2019
Código do texto: T6698884
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marília de Dirceu
Cambé - Paraná - Brasil
416 textos (29084 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/19 05:25)
Marília de Dirceu