Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AH, PARIS!

Não. Não é saudade que sinto de Paris, pois que só se tem saudades dos lugares em que vivemos algum tempo. O que meu coração sente, na verdade, é melancolia ao lembrar de uma época que não volta mais. E nesse tempo, entre tantas emoções, passando por encantos e desencantos, está  P a r i s!
Ah, Paris... Não conheço quem não goste da Cidade Luz .Romântica, misto de tristeza e alegria, encontros e desencontros, ilusões e desilusões, Paris é vida!
É feminina, excitante, amorosa, arrogante, terna e cruel. Paris é dama, mas também, rameira; charmosa e sedutora, é capaz de nos levar ao paraíso e em seguida nos atirar aos infernos...
Ah, Paris! Dos amores eternos e das paixões fugazes, das sofisticadas madames e das desbocadas meretrizes; dos imensos parques e das grandes praças, das avenidas largas e das ruelas estreitas...Dos frígidos invernos e das floradas coloridas...Paris das bicicletas e do metrô antigo; dos garçons e das “garçonieres”.
Paris dos momentos críveis, das emoções incríveis  é luz, é mulher coquete, arrebatadora... é pecado e perdição, magia e ilusão. Paris é toda extremos, nada é comum ou meio termo desde as cafeterias aos cafetões, dos filósofos aos xenófobos, das cafetinas e dançarinas, dos “bistrôs” da San Michelle  e dos “vitraux” da Saint-Chapelle...O fulgor do “Lido”, o Noir Pinot......
De Piaf e Aznavour, de Gilbert Becaud e o “ Et Maintenant”, Alain Delon e Brigitte Bardot,  Mireille Mathieu e Maurice Chevalier... Paris do “Triunfo” e da “Bastilha”, a queda; das pinturas de Montmartre às mesuras de Bonaparte... Burgos e “Chateaux”, Jardins e Torre Eiffel... Da baguette “axilosa”, da “Lafayette” perfumosa... Do “Bateau Mouche” no Rio Sena e da Versailles serena... Paris da “Notre Dame” e da Place Vendôme”; do Palais de “La Monnaie” e do “Musée d'Orsay” , da “Madeleine”, do Louvre e da “moderne” Defense... Paris, Paris... da  “Marseillese” de France:
“Allons enfants de la patrie”...
Allons, allons!
Qu’est-ce qu’elle est belle, Paris!

 

Miriam Panighel Carvalho
Enviado por Miriam Panighel Carvalho em 30/09/2007
Reeditado em 04/11/2007
Código do texto: T674306
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Miriam Panighel Carvalho
São Paulo - São Paulo - Brasil, 58 anos
87 textos (25678 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 18:16)
Miriam Panighel Carvalho