Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BRONQUITE ASMÁTICA - MEMÓRIAS PARA NÃO LER (nem lembrar)


Um dia, há muitos anos atrás, eu entrei na vida e no corpo de um menininho. Como fui feliz naqueles tempos. Eu fiquei forte e proporcionava crises nele que quase o matava. A mãe e o pai dele não gostavam de mim, a ponto de me darem muito veneno, para me matar... e eu quase morri. Lembro que davam para ele oxigênio, injeções, pomadas e ainda o levavam para o hospital, somente para acabar com a minha existência.
Naquela época eu ainda não sabia, mas agora já sei que eles gostavam mais do menininho do que de mim, por isso queriam me matar.
Mas o tempo foi passando e o garotinho foi crescendo forte e saudável, e o mais incrível, até praticava esportes, coisa que para mim é o decreto de minha morte.
Mas como tudo na vida tem fases,  começo a vislumbrar novamente, a possibilidade de voltar a ser forte como antigamente.
O tempo passou e o garotinho agora já é um homem. O pai e a mãe dele não mandam mais nele, ele só faz o que quer e o que acha bonito os amigos de infância fazerem  e, até vive dizendo: - “eu faço o que eu quizer...”; “eu é que sei”.
Por ser muito vaidoso ele começou a me dar um remédio para eu ser forte novamente, uma tal de Nicotina, que eu recebo quando ele, de vez em quando, por influência do meu amigo álcool e pela sua vaidade, quando ele fuma alguns cigarros.
Agora, depois de tudo que eu passei, por causa dos pais dele, tenho certeza de uma coisa: se ele continuar a me alimentar com a Nicotina, um dia voltarei a ser forte como naqueles tempos da sua infância. Aí, vou mostrar para os pais dele quem é que mata quem. Ainda quero ver aqueles dois velhos chorando quando eu vencer o filho querido deles, porque eu nunca morro. Sou uma doença que fica adormecida no corpo de uma pessoa forte a vida toda, mas se ela me proporcionar uma chance, eu acordo, fico forte novamente, e um dia, nem que leve setenta anos, mostro para todo mundo quem é o mais forte.
Sinceramente espero que o garoto de quem falo, nunca venha a ler estas memórias, pois posso correr o risco dele mudar de idéia e me condenar a não mais fazer parte da sua vida e do final da sua história.
Há, se você não sabe quem eu sou, vou me apresentar: - muito prazer, eu sou a Bronquite Asmática, que na fase adulta, depois de desenvolvida e forte, os médicos chamam de Enfisema Pulmonar.
Camponez Frota
Enviado por Camponez Frota em 25/11/2019
Código do texto: T6803702
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Camponez Frota. Disponível em ). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Camponez Frota
Cachoeirinha - Rio Grande do Sul - Brasil
56 textos (90595 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/01/20 11:01)
Camponez Frota