Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mexeu com quem não devia

Ah, mas eu sou mesmo um ser de outro mundo. Jamais me considerei terráqueo, pois a quantidade de coisas que eu sou capaz de fazer não é brincadeira. Concluindo eu vim de Marte. Contudo, é um saco falar disso já que eu tinha prometido segredo sobre minha missão, mas já que ninguém acredita mesmo, vou e falo e não to nem ligando se me escorraçarem do meu planeta natal.
Se Deus existe ele deve morrer de rir todos os dias. Eu no lugar dele iria olhar todos os dias para baixo e falar: “Poxa vida meu filho eu te dei vida pra você pagar mico?”. Nós marcianos ainda não conseguimos entender como é possível um ser humano mandar em uma nação inteira, um ser humano implantar sua cultura e língua no mundo inteiro, guerras por dinheiro sem saber que a própria fortuna está onde você pisa, não entendemos o fanatismo, não entendemos as mentiras, a falta de compreensão, o preconceito incontrolável, a ignorância de certas pessoas que deveriam saber mais e acham que o resto não deve saber nada.
Olha, são tantas coisas que nos intrigam que eu sou o único marciano presente na terra, o resto do meu povo desistiu antes de começar, se tiver mais alienígenas no mundo com certeza são de outro planeta. O ruim é ter que ficar dando explicações sobre como eu sei de certas coisas, como eu consigo outras, meu Deus é simples e ridículo. Outra coisa que concluí, o ser humano é um bicho nojento. Desculpe os termos e a generalização, mas a quantidade de pessoas que acham que o mundo realmente é dos espertos não é brincadeira. Passam a perna mesmo e não estão se importando com nada que te aconteça só se importam com o próprio umbigo e olhe lá.
Mas, sabe de uma coisa? Eu mesmo mudei minha missão sem permissão alguma. Eu vim até a terra para estudar o comportamento do ser humano e descobrir por que eles agem de tal forma e blá, blá, blá. No entanto, prefiro ajuda-los ao invés só de observá-los.  Eu ainda não sei o que vou fazer, só sei que fazer eu vou e vou fazer muito bem feito, marciano não tem manias de grandeza e nem são perfeccionistas, mas também não gostam de nada mau feito. Ah, outra coisa, nem adianta tentar me desmascarar, sair gritando na rua quando me ver: “ele é um marciano!”, por que eu estou disfarçado de humano e, escolheram um homem lindo, um corpo espetacular, um coração honesto e é claro acima de tudo um homem modesto, tão modesto que ele chega a ter orgulho de sua modéstia. (risos).
Gustavo J Barreto
Enviado por Gustavo J Barreto em 10/10/2007
Código do texto: T688782
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo J Barreto
Mauá - São Paulo - Brasil, 28 anos
89 textos (15893 leituras)
1 e-livros (36 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 17:17)
Gustavo J Barreto