Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que penso sobre o vírus

Acredito que, com as medidas cabíveis não se chegará a um colapso na economia . Muitos lugares podem e estão abertos , algumas cidades nem tem nenhum caso ou tem poucos e podem abrir tudo.  Só tomando cuidado pra ninguém mais entrar nessas cidades
Não é melhor ajudar depois as empresas do que contaminar uma cidade inteira ?
E em outros casos pode apenas reduzir os funcionários fazendo reverso e não permitindo entrar muitas pessoas.  Aqui mesmo em Feira em algumas   farmácias que minha filha andou só entra de 5 em 5 passando álcool nas mãos
São medidas para garantir que não entre em colapso . Igrejas podem continuar fechadas sempre vi cultos pela tv , agora que é preciso nao querem? Ate a CCB que que eu frequento e nunca fez transmissao em lugar nenhum, aderiu aos cultos online e todos estao satisfeitos
Escolas particulares   podem enviar aulas e tarefas online  gente. As públicas recuperam depois, afinal  todo ano entram em greve .
   
Países onde acontecem grandes catástrofes, quando tudo passa, eles se ajudam. Aqui, ficam de picuinha pq a maioria é egoísta e não ama ao próximo como a si mesmos
Patriotismo e cristianismo passa longe de certas pessoas.
Como disse Cristo: me honram com os lábios mas o coração está longe de mim!

Da mesma forma que não devemos entrar em pânico sobre o vírus, não devemos entrar em pânico sobre a economia e falar coisas das quais as pessoas possam ficar enlouquecidas
O que se deve falar agora é em tomar medidas cautelosas  e parar com disputas políticas

Deus nos livre de nova pandemia mas se houver, fechem os aeroportos, ninguém entra sem passar por quarentena se tivessem feito  isso teria livrado muitos.
Não seria melhor ajudar empresas aéreas e de ônibus do que ver toda essa desgraça?
 
Nessas horas descobrimos que após os 60 já não somos nada, pelo menos boa parte,  se até num país de primeiro mundo a maioria dos idosos morreram, imagine aqui que a grande maioria nem alimentação adequada tem. O que muitos tem é o corpo intoxicado de remédios

As únicas soluções que eu vejo, pra não quebrar a economia  seria: cadastrar os grupos de risco e nesse grupo há jovens também que tem a saúde debilitada, para que eles recebam sem precisar trabalhar, idosos que ainda não estão aposentados.  Os que ainda podem fazer suas atividades, ter alguém pra comprar e levar os alimentos
Os que não podem fazer atividades nenhuma e precisam de outra pessoa, saber quantas pessoas moram nessa casa e dar uma ajuda financeira pq se moram várias pessoas, não tem como se sustentarem apenas com um salário e isolar esse idoso com todos  os cuidados possíveis.  Se possível ( e sei que nem sempre é possível) manter apenas uma pessoa pra tomar conta deles
Há muitos autônomos que não podem ficar sem trabalhar, se não são grupo de risco nem moram com idosos, podem trabalhar.
Pessoas jovens que não tivessem o vírus  deveriam ir fazer esse cadastro nas casas .
Enfim, há muitos políticos no país que podem sim abrir mão de auxílios pelo menos até  isso acabar. Abrir mão de pelo menos 200 reais do seu salário afinal, milhares de famílias sobrevivem com apenas um salário
De todos os males da terra, a ganância é a pior coisa que existe.
Cris Vitor
Enviado por Cris Vitor em 26/03/2020
Reeditado em 07/04/2020
Código do texto: T6898087
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Cris Vitor
Feira de Santana - Bahia - Brasil, 54 anos
714 textos (32876 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/04/20 16:03)
Cris Vitor