Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que se quer no momento é que Executivo, Legislativo e Judiciário parem de brigar.

Eles são também donos da burocracia. São donos das verdades e das mentiras

Eles não estão pensando no povo, mas em eleições. Estes estão presidindo o Brasil.

O se quer, no momento, é que o presidente Bolsonaro seja o presidente do Brasil e que se calem as vozes suspeitas.

O que ocorre com esta gripe ?

Com ela, pode-se derrubar o Presidente da República.

Os principais jornais, alguns canais de Tv, estão contribuindo  para um pânico generalizado.

Todos nós estamos nadando no medo !

Porquê os jornalistas não tentam acalmar a população?
Simplesmente por que perderiam seus empregos.

E muitos estão lucrando muito com este pânico.

É pura maldade o que estão fazendo com o povo brasileiro, em nome do dinheiro e poder.

Porquê os jornais não procuram saber quem faz parte da Organização Mundial da Saúde ?

*



EUA e Japão atacam a OMS e diz que vão suspender contribuição financeira  (08/04/2020).
O Brasil também faz severas críticas a OMS.



Estão Criando O Caos


Veja uma questão óbvia. Descobriu-se que um velho conhecido remédio contra a malária é capaz de combater com êxito a Covid-19, desde que aplicado logo nos primeiros sintomas, sem sequer esperar o resultado do exame. 
A contraindicação é mínima, que o diga a ex-senadora Marina Silva, 62 anos, que já passou por cinco malárias. 
Em São Paulo, em alguns hospitais, a aplicação da hidroxicloroquina com azitromicina tem salvado vidas e recuperado rapidamente os doentes. 
Mas há resistências políticas, pois poderia significar uma vitória sobre o vírus e um antídoto contra o caos. 
O mundo inteiro está combinando esse remédio contra a malária com antibiótico ou antiviral, mas aqui não pode, opõem-se os que têm o caos como alvo.

Já se sabe que o vírus perde força no calor e num corpo jovem e saudável. O nosso país tropical tem 80% de brasileiros abaixo dos 50 anos. São quase 170 milhões de pessoas. 
Tirando dessa faixa doentes e primeira infância, ainda temos uma população de mais de 140 milhões que está sendo paralisada. 
Protegendo os de saúde debilitada, poderíamos segurar as duas pontas da crise: a doença e o despencar da renda. 
Em ambas, estão vidas. Mas se associaram ao corona, os subvírus da política, do ódio, da vingança, do egoísmo, da vaidade. 
Se nos isolássemos disso, cedendo espaço à razão, ao método, à união, amanhã estaríamos mais fortes.
Tags #coluna #alexandre garcia

 

 
José Kappel
Enviado por José Kappel em 04/04/2020
Reeditado em 24/07/2020
Código do texto: T6906081
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2478 textos (32451 leituras)
1 e-livros (150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/20 04:32)
José Kappel

Site do Escritor