Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ACIDENTES LAMENTÁVEIS

ACIDENTES – aéreo e terrestre
Lamentáveis

A comoção causada em meu espírito não se diferencia. Ambos trágicos e dolorosos, mormente quando atinge momentaneamente entes amados. A morte por doenças, os espíritos dos familiares se preparam para a possibilidade de um desenlace. Ás vezes, ela se torna tão iminente e dolorosa para o paciente que, angustiados, seus entes queridos intimamente até desejam o falecimento para aliviar-lhe o sofrimento. Naturalmente é um sentimento de contraposição à Deus. Passei de repente por essa experiência assustadora. Depois de dez anos ainda sinto o vácuo da ausência da amada esposa. Perdi meu pai, por prolongada doença, quando era garoto e minha adorada mãe há quinze anos, embora repentinamente, ela já atingira a idade de 93 anos e se mantinha viva por usar marca-passo. Ela sempre optou por viver independente e desejou morrer assim. Deus a atendeu.
Lembrei-me de escrever sobre o assunto devido a exploração político partidária que tem havido com os acidentes aéreos e terrestres, mormente pelo sensacionalismo da imprensa. Se culpar exclusivamente o governo pela sucessão de tais desastres é absolutamente injusto. Houve tremenda celeuma com os dois acidentes aéreos de grandes proporções. De uma maneira geral imprensa e oposição culparam o governo. Ultimamente tem havido graves acidentes e com perdas de muitas vidas. A oposição e imprensa culpam os governos pela má senão péssima manutenção das estradas. Na minha opinião crítica, a culpa do governo é somente no que diz respeito à má gestão, gerência e fiscalização das estradas e aeroportos. Sobretudo à fiscalização, possivelmente por corrupção, dos serviços praticados por construtoras inescrupulosas, não podendo se isentar os governos de cumplicidade. Observando-se friamente, se tem consciência da maioria dos desastres nas estradas não são provocados por sua má conservação e sim pela imprudência e imprevidência dos condutores dos veículos, sejam por alta velocidade, má manutenção dos próprios veículos, primordialmente pelo uso de bebidas alcoólicas e excesso de trabalho sem descanso em veículos de auto- cargas com manutenção precária.
Rodovias bem conservadas e sinalizadas para esses tipos de condutores, só irão contribuir para aumentar o número de acidentes. É indiscutível a necessidade de boas rodovias, mas é também indiscutível e premente a modificação do código civil. Infrações provocadas por esses clamam aos céus, mormente nos "rachas"
praticados por gente de classe A e B, cujos pais financiam carros para os irresponsáveis
 



Iran Di Valencia
Enviado por Iran Di Valencia em 15/10/2007
Reeditado em 15/10/2007
Código do texto: T694603
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Iran Di Valencia
Recife - Pernambuco - Brasil, 1092 anos
769 textos (77053 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 13:49)