Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Espera

Não sei até quando vou aguentar essa espera. Espera por uma atitude sua, por uma mudança sua, ou até mesmo pelo banho de relidade que irá me dar. As vezes penso que o que eu te disse vai fazer você parar e ver que o que está fazendo com a sua vida é uma loucura, que precisa parar antes que seja tarde demais, ainda tenho guardada no fundo do peito essa esperança. Apesar de ter dito que não te queria mais, sinceramente, não tenho certeza disso. Sei que quando te ver denovo, minhas estruturas irão ser abaladas. Queria arrancar essa obsessão da minha vida, essa dependência sua, queria não ter mais a sensação de ser responsável pela sua vida, pelo seu bem-estar. Queria que você fosse responsável pelos seus atos, que pudesse tomar conta da sua vida sozinho. Não aguento mais sentir que depende demim, que tenho uma obrigação muitogrande com você. Podem passa anos, como já passaram, podem passar pessoas, como já passaram, mas a sensação de estar presa à você não passa. Quero pagar essa dívida do passado, me livrar dessa atadura que me prende à você. Precisamos seguir nosso caminho, nem que seja separados...
Adriana Parise Pinheiro
Enviado por Adriana Parise Pinheiro em 19/10/2007
Código do texto: T701185

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Adriana Parise Pinheiro
Santiago - Rio Grande do Sul - Brasil, 39 anos
40 textos (4224 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 18:58)
Adriana Parise Pinheiro