Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PALAVRAS DE MESTRE

                    PALAVRAS DE MESTRE


Um homem é no mínimo um pouco do Pai ou responsável, no meu caso, quase tudo que sei ou pratico, aprendi com o meu. Luiz Jacó de Souza foi um lavrador, cujo amor ao trabalho e à natureza, o transformou num exemplo a ser seguido. Quando sequer existia (GREEN qualquer coisa) e não se falava em ecologia, ele não permitia que se matasse uma cobra ou qualquer animal ou planta, sem que fosse extremamente necessário e mantinha mais de trinta por cento de suas propriedades com a vegetação original, ou seja, a verdadeira mata que havia no sertão nordestino antes de sua semedesertificação.  Aprendi com ele a fazer espectrometria e titulação, descobri o que era ponto de virágem e outras coisas relacionadas à química, antes de saber que existia tal ciência. Vale salientar que ele também aprendeu fazer tudo isso com o nosso mestre comum, a natureza, sendo que o mesmo me ensinou como enxergar nela tantas lições, observando o céu, as formigas, as plantas e os animais, bem como sua integração em tempo real. Por isso, sintetizei num  poema de mesmo nome, suas palavras, logicamente ouvidas com o coração.
Jacó Filho
Enviado por Jacó Filho em 01/11/2007
Código do texto: T719247
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jacó Filho
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
3490 textos (294530 leituras)
1 e-livros (294 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 15:33)
Jacó Filho