Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 

  FESTA DE AMIGO OCULTO .

 

   Aproximava-se o final daquele ano. O tempo passava muito rápido e distraído em meus pensamentos, levei algum tempo para perceber que o telefone estava tocando. Deixei que ele tocasse mais uma vez e atendi. Era o gerente de uma firma que me entrevistara semanas atrás.

   - Senhor Wilson, disse-me ele, o senhor foi aprovado. Gostaríamos que se apresentasse amanhã pela manhã e trouxesse os seus documentos. Contamos com sua apresentação. Bom dia!

   Ótimo, boas notícias, novo emprego. Meus presentes de Natal estavam chegando antes da hora . Já fazia algum tempo que desejava ser admitido naquela empresa e foi com muita ansiedade e expectativa que aguardei o momento de me apresentar.

    No  dia seguinte correu tudo bem. Fui apresentado ao meu novo chefe e conheci alguns colegas. Era uma firma de grande porte, com vários departamentos e inúmeros funcionários e confesso que não tive muita dificuldade na adaptação. A primeira impressão foi ótima.

    Os  dias foram passando sem maiores novidades. Não sou especialista em não cometer erros mas às vezes, bem poucas, extrapolo e cometo gafes memoráveis.

     O pior é que as gafes demoram a ser esquecidas e geralmente nos marcam pelo resto da vida.

     Era novo na firma. Tinham mais de cem funcionários e tendo sido admitido no inicio de dezembro, não pude recusar o convite para participar do ”amigo oculto” da festa de natal. Era tradição. O meu nome sorteado foi : Nair !

    Ainda não conhecia, mas calculei que só podia ser uma mulher.

    Bem, se era uma mulher era melhor comprar um presente bem feminino e o que é mais feminino que um estojo de maquiagem?

    Finalmente chegou o dia da festa e da troca de presente. Estávamos num enorme salão muito bem decorado, com música agradável e comida farta. Os funcionários e suas famílias estavam distribuídos em várias mesas. Havia muita conversa, risos e o ambiente era típico das festas de fim de ano.

    Ainda não  sabia quem era minha ”amiga oculta” e por um instante fiquei ligeiramente preocupado. E se ela não gostasse do presente ?

   O apresentador da festa interrompeu meus pensamentos e a música, pediu silêncio e após um discurso de poucas mas sinceras palavras chamou o primeiro a receber seu presente. Gritos e aplausos. E assim foi até que chegou a minha vez.

   Levantei-me, fui até ao palco e diante do microfone, procurando aparentar tranquilidade falei com voz firme : - "Meu presente é para Nair, que ainda não tive o prazer de ser apresentado".

  Após um breve silêncio, seguido de gritos e assovios, veio em minha direção um sujeito alto, muito forte e com nariz de boxeador.

  Fiquei gelado e desejei com todas as minhas forças sumir daquele lugar, tornando-me invisível.

   O Nair me abraçou, agradeceu o presente e por sorte não abriu o pacote na frente dos colegas. Tão logo ele voltou para a mesa , preocupado fui ao seu encontro pedindo mil desculpas, tentando explicar que tinha trazido o presente de outra pessoa por engano.

   Ele riu, fez uma piada com a minha distração e concordou em devolver o pacote.

   No dia seguinte bem cedo, comprei dois pares de meia e um cinto e dei para o Nair, desejando que ele fizesse bom uso e tivesse um Feliz Natal. Escapei de um enorme constrangimento e quem sabe de levar uma bela surra.

   E o estojo de maquiagem ? Resolvi guardar para dar de presente a alguma colega que fizesse aniversário antes do próximo Natal, preferencialmente que se chamasse Rosa, Maria, Sônia ou outro nome assim.

 

                     ***********************




(.....imagem google.....)

WRAMOS
Enviado por WRAMOS em 13/11/2007
Reeditado em 05/01/2013
Código do texto: T736327
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
WRAMOS
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
4985 textos (422139 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 12:37)
WRAMOS