Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Discurso para Formatura de Curso - D.I. - P.V.

A Todos aqui presentes.

Normalmente, um pronunciamento como esse começaria de forma diferente, mas no atual momento, se faz necessária uma quebra de paradigmas. Afinal, é disso que trata a vida na profissão que abraçamos a partir de hoje. Todos os que aqui se formam nessa data de tamanha importância, mais do que simples acadêmicos, têm a consciência de que são herdeiros de um privilégio único. Somos, a partir de hoje, responsáveis por ler o mundo e reinterpreta-lo através do nosso trabalho. E isso não é pouca coisa. Hoje, quebramos paradigmas em mais de um sentido. É um rito de passagem que nos apresenta um novo contexto. Hoje, nos tornamos profissionais.

Normalmente, em um pronunciamento como esse, agradeceríamos aos professores, a esses mestres que nos orientaram no caminho das descobertas inerentes à nossa futura profissão. Não que não lhes sejamos gratos, muito pelo contrário, somos bastante. Mas também fica marcado aqui, diante da sua presença, que aceitamos a missão que por eles nos foi confiada, que é a de nos sentirmos desafiados a sair do óbvio, a desenvolver nosso pensar, a nos utilizarmos de nossa criatividade e buscarmos novas formas de ver o mundo, através das ferramentas e metodologias que nos foram apresentadas por esses dedicados profissionais. A eles, nossa admiração, nosso respeito e nossa gratidão.

Normalmente, eu um pronunciamento como esse, agradeceríamos aos nossos pais, mas a eles, que mais dizer? Quem mais seria capaz de nos entender de forma tão profunda, e de mesmo nos momentos em que não entendem, continuar nos ofertando seu amor, apoio e compreensão? Como agradecer a quem não só disponibilizou recursos, condições e tantas vezes abriu mão de tanta coisa, para nos permitir chegar até esse momento? Como agradecer a quem nos deu não só a vida, mas nos ensinou como viver, em primeiro lugar? É difícil colocar em palavras tudo que representa para nós esse momento, quando aí sentados, todos esses pais e mães estão, entre o orgulho e a felicidade, vendo seus ‘meninos’ virarem gente grande. Não nos resta muito a dizer, se não agradecer ainda assim, um tanto quanto sem graça, e morrendo de vontade de abraçá-los e compartilhar lágrimas de alívio, cansaço, e porque não dizer, de felicidade.

Normalmente, em um pronunciamento como esse, mencionaríamos nossos amigos, colegas, parentes, todos que também nos acompanharam nessa caminhada dura que é um curso universitário. Em muitos momentos, em muitas celebrações, em muitas amizades aqui forjadas, fica a lembrança de um tempo que não volta. É um sinal dos tempos, a rede de confiança, admiração e conhecimento formada aqui neste período será fundamental para nosso sucesso profissional no futuro. Desejo profundamente que as amizades aqui nascidas, mesmo com o passar do tempo, com a distância e com a diversificação das nossas atividades pós-acadêmicas, não esvaneçam, não percam seu brilho e mantenham-se de forma a unir pessoas tão especiais que partilham uma carreira tão especial.

Normalmente, em um pronunciamento como esse, relembraríamos as dificuldades e os obstáculos que tivemos que enfrentar, assim como os prazeres e experiências memoráveis que aqui tivemos. Mas de que é feita a vida, que não de obstáculos a serem vencidos? De que é feito o mundo que não de diferenças que o ser humano tem a obrigação de tornar conciliáveis? Aqui, até mesmo as dificuldades se tornaram aprendizado. Todo designer aprende a avaliar situações, estabelecer metas e objetivos e a determinar soluções para um problema. Essa é a alma e o manto da profissão que a partir de hoje vestimos: apresente-se nos um problema, e nós encontraremos uma solução. Disso é feito o ofício e é essa a nossa missão a partir de hoje.

As experiências prazerosas como ( citar se quiser) , só serviram para mostrar que nada na vida é constante, não há dia sem noite e vice versa, que todo o equilíbrio se encontra na dualidade das coisas. Luz e sombra, quente e frio, enfim. É onde vive o designer: na fronteira entre o real e o imaginário. É desse lugar aonde vem a inspiração para, através da técnica, resolvermos os problemas do cotidiano. E que a vida venha, e seja boa, e seja prazerosa, porque ao ser humano o que lhe é de direito.

Felicidade a todos, muito sucesso, e PARABÉNS!
Odemilson Louzada Junior
Enviado por Odemilson Louzada Junior em 28/10/2008
Reeditado em 28/10/2008
Código do texto: T1252857
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Odemilson Louzada Junior
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 45 anos
299 textos (14055 leituras)
1 áudios (33 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 13:47)
Odemilson Louzada Junior