Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem ar


De fato não podemos continuar assim, fazendo de conta que o problema não chegou ate aqui, não podemos fazer de conta que a sujeira não acaba com o brilho dos nossos olhos não permitindo que assim não possa ser visto o horizonte que esta bem em nossa frente. Não sei sinceramente onde se encontra este egoísmo, ou melhor, não sei de onde ele nasceu o que sei é que por mais que faça força sinto que não podemos continuar assim.
Faça o que for preciso mais mude, sangre até a morte, mas que o seu sangue seja derramado em prol de alguma coisa ou no mínimo por alguma finalidade. Não se pode fazer muito e temos consciência disso, o que percebemos é que o perfume que sentimos hoje não é tão bom quanto o de ontem e neste caso mesmo que eu diga tudo ninguém tem a noção do tamanho da minha reclamação.

Acho que esta bom por hoje estou querendo esmurrar a parede, mas vejo que não é mais necessário...

Não se pode derramar o sangue quando alguém não vai ver você sangrar.
Mary Borges
Enviado por Mary Borges em 12/03/2007
Código do texto: T409775

Comentários

Sobre a autora
Mary Borges
São Paulo - São Paulo - Brasil, 34 anos
41 textos (3436 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/20 08:36)
Mary Borges