Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cicatrizes


Aprendi engatinhar e a primeira cicatriz foi na boca...
Aprendi a andar e a primeira cicatriz foi no joelho...
Quis ajudar mamãe na cozinha e a primeira cicatriz foi no dedo...
Quis descobrir coisas novas e a primeira cicatriz foi nas pernas...
Quis escalar montanhas e a primeira cicatriz foi na palma da mão...
Mas não quis sofrer por amor
E a primeira cicatriz foi no coração.
As cicatrizes ao engatinhar me ensinaram que só pude se por de pé através de novos aprendizados e crescimento. Era desafiador. Por isso venci.
As cicatrizes ao andar me mostraram que na jornada da vida sempre haverá momentos espinhosos que devo romper e seguir em frente.
As cicatrizes na cozinha me ensinaram que servir e ser útil é sempre compensador, mesmo quando machuca. E estender a mão às vezes fere demais.
Com a descoberta de coisas novas, muitas cicatrizes foram adquiridas. Umas ao ter que abrir mão de velhos paradigmas, outras, para criar novas sinapses... Mas nenhuma sem necessidade.
Ao escalar montanhas, sejam elas intelectuais, relacionais ou emocionais, cicatrizes deixaram claro que a jornada causava dores e marcas que o tempo arquiva para os dias que se faz necessário se enxergar no espelho...
Nunca queremos sofrer por amor. Mas abrimos a cicatriz mais dolorida nessa experiência da vida. Voraz e fugaz são os sentimentos. E as cicatrizes saram. Mas logo outra maior toma seu lugar.
Cicatrizes. Mais que marcas e momentos de dores, são os nortes das nossas memórias na saga da vida. Fazem-nos lembrar por onde passamos e o que apreendemos dessa jornada. E o melhor, quem não possui cicatrizes não possui história. Quem não traz marcas não tem vivência. Quem nunca adquiriu cicatriz nunca soube o que é o sentido da vida. E o sentido da vida é a liberdade. Só os livres transitam nos motivos que causam cicatrizes. Os escravos se protegem em seus mundos, evitando a aventura mais instigante de todas: Viver.
Pense nisso...
sekher fidelis
Enviado por sekher fidelis em 06/06/2018
Código do texto: T6357537
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
sekher fidelis
Barueri - São Paulo - Brasil, 39 anos
346 textos (22317 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/08/18 06:04)
sekher fidelis