Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Atual Mundo

Quando era mais jovem, acreditava em um mundo bom, perfeito, alegre e que era possível todos no vivermos em plena harmonia, entretanto o que o mundo revela-me é algo medonho. A palavra não se vale, a luxuria dominou os homens, a vaidade corrompeu as relações e, no decorrer das eras, o homem tornou uma máquina de destruição. O homem, a única criatura capaz de matar outro ser vivo a distância, corrompe-se em meio as devaneios, perder-se em meio ao caos, deleita-se em meio as ilusões; acha que, porque é detentor de racionalidade, é superior às demais criaturas com as quais compartilha os mesmos átomos de oxigênio. A ignorância sobressaiu por sobre a virtude, levando com ela sensatez e o respeito a quem se dever, haja vista que não é todo ser mundo que é digno de respeitado. As relações amorosas já não são de real valor, o sentimento é fraco, a vaidade e a tentação se sobressai, aviltando a emoções e traindo os laços de confiança existentes. As doenças estão no mundo, e as chegas do mundo são criadas pelo homem, corroendo um planeta inteiro. As drogas levam a vida de jovens e crianças embora, sendo que, na verdade, teriam de estar nas escolas; tráfico tornou-se o patrocinador das guerras, matando policiais e acabando com vidas inocentes de todo uma população.
Querer mudar o mundo é possível; melhorá-lo, porém, não é possível e, se quiser assim o fazer, restará a ti somente tristeza e desânimo, ficará doente ao ver a realidade da qual o humano vive nas atuais circunstâncias mundanas e sujas do pequeno asteroide azul, de cuja alcunha é terra.
Tendo em vista o caos do mundo, nada posso fazer para mudá-lo; e, em decorrência disso, nesse caos que tal se encontra, eu vou cair de corpo e alma, procurando, acima de qualquer coisa, fazer o bem a quem merece e castigando a quem se deve.
“Nas disputa entre céu e inferno, nós somos o prato principal” – Cesar Bravo, UltraCarnem.
Bruno Godoy
Enviado por Bruno Godoy em 08/07/2018
Reeditado em 08/07/2018
Código do texto: T6384976
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bruno Godoy
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 18 anos
10 textos (146 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/11/18 18:06)
Bruno Godoy