Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cada um com seu valor

valor pode significar várias coisas. Merecimento, gratidão, competência, coragem, valentia e muito mais.
Tanto faz serem amigos, namorados, parentes, desconhecidos, enfim, é justo e necessário saber valorizar o que os outros fazem por nós. É preciso reconhecer aqueles que se importam conosco de verdade para não passar despercebido e simplesmente fingir que nada aconteceu de especial. Mas dar valor não é encenar mentiras e ficções para passar por boa pessoa, criatura exemplar. Muito pelo contrário é fazer por conta própria anonimamente, agir, ter ação e não espalhar  conversa em botequim. Tem muita gente vestido de padre, freira ou anjo mas na verdade é o coisa ruim em pessoa.
Então vamos refletir sobre essa palavrinha simples mas de enorme importância. Vamos dar a César o que é de César não é mesmo...
Hoje sinto um aperto no coração em perceber que as pessoas sabem o preço de todas as coisas, mas não reconhecem o valor de nada. E é aí que elas acabam perdendo aquilo que têm de melhor. As pessoas. Por isso digo e repito; sou chato mesmo, há coisas que dinheiro nunca comprará. Como dizem os antigos; tem ser humano que não vale o prato que come.  Existe uma música que diz no seu refrão: " Pare e pense, olhe paro lado, olhe paro outro, preste atenção. ". Já sei que pensarão: "nossa de novo esse papo. Já deu..."
É, sempre dará o que pensar.
Então, esse é o papo. Já é!!!
Antônio de Magalhães
Enviado por Antônio de Magalhães em 27/01/2020
Reeditado em 27/01/2020
Código do texto: T6851717
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Antônio de Magalhães
Ponte Nova - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
72 textos (1563 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/02/20 21:32)
Antônio de Magalhães