Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O crepusculo de uma geração vindoura (pós industrial)

Eu quero tocar neste assunto agora pois estamos vivendo em um tempo que tudo se define no avanço cientifico e nada mais. Ou seja, uma bomba nuclear nas mãos de uma criança não seria mais desastroso. O crepusculo implica em um ponto onde a vida ainda não se definiu, restando apenas duvidas e poucas palavras coerentes. As promessas parecem colidir com as erosões do coliseu que se tornou a filosofia.
Enquanto pensamos, parece que não, mas o futuro da humanidade vai se esvaindo. Os recursos naturais estão desaparecendo, a violencia aumentando, os danos das drogas crescem na calada da noite, no meio das ruas e a prostituição vai encontrando o seu "lugar" na sociedade.
Um futuro melhor? Onde? Os valores que hoje brilham não são os de médicos que salvam vidas, ou de policiais que lutam para nos defender, ou dos eduacadores que trabalham em favor da cultura, ou mesmo do homem do campo que caleja suas mãos para viabilizar o alimento...
Um gol vale mais que uma cirurgia, um passe de dança ou uma voz desafinada ou uma foto comprometedora na revista masculina brilha mais do que a arte de plantar e colher, criar e construir.
Estamos no crepusculo onde milhões se dobram ante uma copa do mundo, mas não fazem nada para prestigiar um bombeiro, um professor, um policial...
Ficaremos anestesiados ante o futuro? Continuaremos engessados diante desta grosseira manipulação dos efeitos cinematográficos de uma mensagem incoerente sobre os fatos?
Vamos mostrar que não somos rebeldes, mas temos fome e sede de justiça, temos anseio por paz e somos uma geração que vai alem de teorias religiosas e politicas que fazem apenas estressar a verdade.
Lembre-se, meu poeta querido, a tinta em sua mão é a espada da lei. Se levante, se desperte e ajude o seu próximo a se erguer e vencer este crepusculo.
Fabian Diniz
Enviado por Fabian Diniz em 11/11/2007
Código do texto: T732830

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabian Diniz
Irecê - Bahia - Brasil
35 textos (13015 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 22:38)
Fabian Diniz