Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vida Longa ao Rei!

  Boa noite, senhoras e senhores.
  A priori, gostaria de dizer que estou profundamente satisfeito por estar dividindo este recinto com vocês, que são meu povo. Aqui, anunciarei, com o discurso que preparei, o cargo de Rei. Saibam que foi uma árdua luta para conseguir me manter nos degraus da nobreza e ascender como único comandante deste reino.

“ Amigos e amigas, é com grande prazer que exercerei o papel de monarca desta terra. Agradeço àqueles que me apoiaram durante minha intensa e cansativa jornada.
   A princípio, quero deixar sucinto que meu reinado será essencialmente inovador. Nenhum rei chegou onde cheguei, nem pensou como pensei. No nosso cotidiano, percebe-se que nós, humanos, somos ambiciosos e desprovidos de amor por natureza. Possuímos ou desejamos carros de luxo, imensas e confortáveis mansões, pouco trabalho. Valorizamos o material, o dinheiro. No meu reinado será diferente. E a transformação começará por vocês, que são minha gente.
   Formarei pessoas resistentes à dor. Que sempre buscam a felicidade e não cansam quando a acham. Formarei pessoas trabalhadoras, que valorizam cada suor derramado em troca de pão. Formarei pessoas que não se importam com o dinheiro e dão valor aos sentimentos espirituais. Pessoas que admiram e cuidam da natureza, pois convivem diariamente com ela.
    Esta tarefa árdua será realizada aos poucos. Primeiro, darei casas esburacadas e rachadas, onde a chuva alagará nos dias chuvosos. Pode parecer loucura, mas apenas com o contato diário com a água e o risco que correrão, vocês poderão aprender a lidar com problemas mais difíceis. A resistência é fundamental no caráter do humano. O importante não está no conforto proporcionado pela moradia, mas sim os ensinamentos que ela trará.
    Depois, farei com que vocês trabalhem de sol em sol, 16 horas por dia. Desta forma, entenderão que o trabalho dignifica o homem, como disse Calvino. Trocarão um dia de trabalho por um pão. Sendo assim, seus filhos terão de trabalhar para comer, facilitando a composição de seu caráter, desde cedo.
    Por fim, e não menos importante, vocês doarão dois dias de trabalho semanalmente para a construção do Castelo Real, onde morarei. Aprenderão, então, a não invejar a riqueza alheia e se contentar com o que lhes foi destinado por Deus. Toda a riqueza provida do reino será gasta por mim. É um pequeno sacrifício que faço pelo bem da população. Sim, é um fardo. Mas não hesitarei em torrar cada pedaço deste objeto maldito que é o dinheiro!
    Meu método é infalível, aprenderão que da pobreza se faz felicidade. A riqueza é apenas um caminho demoníaco e modela erroneamente o espírito humano. Todavia, imponho uma condição. Nenhum engraçadinho deve se meter a revolucionário comigo ou será morto em praça pública, pelo bem do meu povo e do meu Deus. Servirá de exemplo como alma pecadora! Farei a justiça Divina com minhas próprias mãos!
    E, para alegria geral da nação, construirei um grande estádio de futebol onde acontecerão jogos semanais do Flamengo e Corinthias!
    Obrigado.”
Lucas Silva
Enviado por Lucas Silva em 07/12/2007
Reeditado em 07/12/2007
Código do texto: T769027
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucas Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 25 anos
19 textos (1112 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 02:43)
Lucas Silva